terça-feira, 27 de dezembro de 2011

2012 será o Ano do Dragão

De acordo com o horóscopo milenar chinês, 2012 será o Ano do Dragão.


O Dragão tem significado muito especial na cultura chinesa e os anos dedicados a ele são anos marcantes, em que se espera muita energia, sucesso e muita sorte.

Para os orientais, esse é um ano bom para casar, ter filhos ou iniciar novos negócios.
É um ano também que requer precaução, pois ele traz um excesso de confiança que pode gerar grandes perdas. Mas que aqueles que persistem, podem finalmente alcançar o sucesso...

Sem esperar muito de previsões, astrologia e afins, é inegável que 2012 será um ano regido por um símbolo de força, sorte, poder, beleza...

Que seja um bom ano para todos nós!

(agora sai a mãe Dinah e entra euzinha mesmo: eu acho os dragões lindíssimos! Se um dia eu tivesse a coragem de fazer uma tatuagem, com certeza seria um dragão!
Você sabia que ele é um dos símbolos/mitos/lendas mais antigos a acompanhar a humanidade no decorrer da história?
Bom ano do Dragão a todos!)

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Adeus Ano Velho... Feliz...

Vem chegando o final do ano e com ele vem sempre uma certa melancolia... Mesmo para aqueles que gostam do clima das festas, sempre é nessa época que paramos para relembrar o que passou, corrigir a rota e se preparar para o próximo ano...

A tristeza vem porque sempre acabamos nos lembrando dos lugares vazios na mesa do Natal, das saudades que não passam e de tantos sonhos que não se realizaram no último ano, nos últimos tempos, na última vida... É hora de olhar para trás e para dentro e nem sempre o que vemos é bom, é legal, é satisfatório. Às vezes é triste, é vazio, é aterrorizante.

Mas a virada do ano traz uma coisa que eu gosto, que é ter um dia com a chance de fingir que tudo o que passou, passou, e que existe sim uma chance de fazemos tudo diferente a partir de amanhã. E então brindamos ao sonho, à oportunidade, à chance de recomeçar, aos votos de emagrecer, de parar de fumar, de virar astronauta, de trocar de emprego, de engravidar, de ler Hamlet, de plantar uma árvore, de salvar o mundo...

Portanto, gostaria de desejar a todos que a reflexão seja leve e que as promessas e sonhos sejam grandes. Desejo que todos sonhem alto no Ano Novo, que planejem as coisas mais importantes da vida e que o foco seja atingir seus mais importantes sonhos.

Espero que 2012 seja vivido, com vida de verdade, com amigos de verdade, junto da família e de todas as pessoas que importam, fazendo as coisas que gostamos e nos fazem bem! Que possamos viver 2012 como se fosse o ano do fim do mundo mesmo, assim daqui 12 meses vamos olhar para trás e ter historias para contar, conquistas a registrar e sonhos a renovar!

E para acabar, um texto anônimo, que dizem ser do Drummond, mas há controvérsias... Mas é um texto muito fofinho, independentemente de quem seja:

Cortar o tempo

Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.

Para você, Desejo o sonho realizado.
O amor esperado. A esperança renovada.
Para você, Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.

Para você neste novo ano,
desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
que sua família esteja mais unida,
que sua vida seja mais bem vivida...



Agora esse é do Drummond:

...Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo.
Eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.



UM FELIZ 2012!!
Saúde para toda a família!

Bjs!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Eu fico com a pureza da resposta das crianças... É a vida...

Pessoas, cá estou, viva depois de mais uma semana blaster excruciante... Tô de novo cansada pacas...

uma grande amiga deixou o trabalho essa semana e me fez pensar (não em largar o trabalho, isso no way), mas me fez pensar nas coisas que realmente importam em nossas vidas. E o que importa, de verdade? Podem ter certeza de que não é a casa com jardim, ou o carro novo... Li em algum lugar ontem (em mais uma noite de insônia) que a felicidade não está no que conquistamos ou buscamos, mas em ser, sentir e ver felicidade. Como? Bem, se formos pensar o que faz a vida valer a pena, deve ser ouvir a chuva lá fora, ver uma criança sorrindo, ver um gatinho dormindo, abraçar seus pais, rir com seu marido, comer um chocolate numa tarde de frio...

A vida é feita desses pequenos momentos, dessas coisas simples que nos fazem sorrir, entre todos os problemas, dores, perdas e dificuldades. No meio desse emaranhado que é nossa vida urbana, onde tudo é cinza e tudo é pressa, não percebemos mais quem está à nossa volta, não temos tempo para ver os amigos, para brincar com os cachorros, para aproveitar tantas coisas que passam e nunca mais vão voltar...

E às vezes passamos os dias fazendo o que não queremos, vivendo uma vida que não queremos, deixando o que importa para trás...

Fiz minhas promessas para o ano que vem, e entre elas está voltar a viver. Parece idiota e básico, mas passamos a vida inteirinha igual ao Adam Sandler naquele filme Click, em que tudo está no automático, vc não vê, não sente e não vive a sua própria, e única, vida.

E, bom, começando agora e pensando em 2012, eu quero viver, quero investir pesado no projeto do filho, quero cuidar de mim e quero ficar mais com minha família e amigos. Enquanto todos ainda estão aqui, enquanto ainda podemos...

beijos, bom fim de semana!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Sobre o post anterior

Meninas, esse Green Coffee é realmente fantástico! Só que não sei onde vende... Uma moça que trabalha comigo trouxe alguns quando foi para o Panamá... A gente precisa achar em algum lugar que entregue aqui para a gente...
Uma amiga viu no eBay, mas nunca comprei nada do eBay. Tem na Amazon, mas tentei comprar e isso não entrega aqui. Quando os meus acabarem não sei também o que vou fazer da vida!
Se alguém descobrir alguma coisa, me falem também, ok?
Vi em um site vendendo a 80,00 a caixinha. Eu paguei 50,00. Na Amazon está por 6 dólares... Precisamos achar um esquema mais barato... 80,00 é muita coisa, só dura 18 dias... Let's keep in touch.

***

No mais, tô cada vez mais deprê, cansada, esgotada... Não sei se é a droga do mês de Dezembro que eu odeio, ou se é por que estou também me sentindo como a Lene escreveu no comentário: gorda, velha, feia e chata. Ou se estou fisicamente cansada pois esse ano foi ferro. Sei lá. Sei que não quero sair, não quero ver ninguém, quero virar um tatu e espero que o mundo me esqueça...
E agora no final do ano começa toda aquela chatice de pessoas se encontrarem, festas, happy hours, churrascos...
Já me decidi: não vou em nenhum. Só vou no casamento de uma amiga. De resto, não quero ver gente... Não quero Natal, não quero fazer compras, não quero sair de casa...
Sei que preciso me cuidar ou isso vai virar depressão. E depressão é um fucking inferno. Mas agora não tô a fim de pensar nisso não... Só quero ficar um pouquinho quieta, em silêncio, sozinha, no escuro (hehehe).

Beijos e boa semana!

sábado, 3 de dezembro de 2011

A pele que habito

Fui assistir a Pele que Habito, do Almodovar. Fui naquele cinema maravilhoso da livraria Cultura de SP. (Mas não comprei nenhum livro... Tenho 53 livros para ler na estante - fiz novo inventário - e o target de ler todos em 2012)


Esse é um daqueles filmes que enquanto vc tá assistindo, você não sabe muito bem se está gostando ou não... Mas depois vc fica pensando no filme por dias e descobre que é um filme muito bom. Perturbador. Inesperado. Diferente.
Esse é sobre um médico (Antonio Banderas) que mantém uma paciente trancada em uma sala em sua casa, por anos. No decorrer do filme vc descobre que ele criou uma pele artificial que ele utiliza essa paciente como cobaia. Ela parece profundamente infeliz e à mercê dele. E vc se pergunta por que ela está lá, por que passa por tudo isso... E então você descobre e não acredita...
É um suspense, meio horror até... Vc fica tensa e esperando o que vai acontecer em seguida... E o que vai acontecendo você nunca imaginaria...
É um pouco parado, tipo o Melancolia, mas gente só de sair daquele modelo quadrado de perseguição e aventura dos blockbuster já é um alívio... Não suporto mais filme americano gente!

Agora, eu tenho um apelo para o Banderas:

Querido Banderas! Eu topo que vc me deixe em cativeiro por 6 anos (por você, lindo, eu ficaria 12!) mas também se você prometer conseguir me deixar só um tiquinho parecida com aquela moça! Se vc consegue fazer um fucking miracle daqueles, acho que eu também tenho jeito, heim???

***

No mais gente, na pele que eu habito, não há muita energia não... estou muuuito cansada, muito cansada, muito cansada... Eu queria não sair mais de casa, não queria falar com mais ninguém, queria ficar em casa dormindo, dormindo... Será que eu estou doente? Ou é a depressão batendo na porta de novo?
Acho que estou trabalhado tanto que estou esgotada... Sei lá. Semana passada tive sinusite de novo... Acho que estou com anemia, ou esse negócio de não respirar está me deixando esgotada. Sei que tomei algumas decisões esses dias e uma delas é que vou levar meu trabalho mais leve. Não dá para dar o sangue, a bílis, os ossos e a alma todo dia. Tem que ter algo mais da vida além disso. E o que está me dando algum ânimo para continuar é essa idéia de no ano que vem finalmente ter meu positivo, a barriga, o bebê...

Em resumo, acordei hoje à uma da tarde, saí, almocei na mãe, comprei umas coisas e voltei para casa com os olhos fechando de tanto sono... Dormi a tarde inteira, acabei de acordar, mas ainda tô cansada...

***

Ahhhh!! O Green Coffee é fantástico meninas!! Já emagreci 3,5kg!! Estou com 71kg! Não tenho vontade nenhuma de comer, parece remédio de emagrecer! Hoje à tarde nós fomos a uma doceria e pedi um pedaço fino de bolo de doce de leite com ameixa, que eu adoro. Não consegui comer metade da fatia. Joguei fora... Não tenho vontade de comer nada! Recomendado! Vou continuar contando aqui, viu?

Bjs e bom fim de semana!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Adoção e FIV

Meninas, não gosto muito de falar de adoção pois sempre falo coisas desanimadoras...
Aí eu fico me sentindo mal porque tem um monte de gente na fila (gente que eu adoro) e eu fico desanimando todo mundo... E também me sinto mal por que tem um monte de crianças na fila e eu fico desanimando todo mundo... Então, vamos explicar e dar algumas dicas que eu peguei no curso e com algumas pessoas por aí:
*Quando se cadastrar, entre no Cadastro Nacional e coloque também os Estados do norte e nordeste. Duas pessoas da fila foram chamadas no nordeste e uma vizinha de uma amiga foi chamada no Piauí. Na verdade mais alguns, mas acho que foram antes da lei, então, que aconteceram depois da lei que eu soube através do meu pequeno ciclo de conhecidos, foram esses. São dados pequenos, de uma amostra pequena, eu sei, mas no nordeste há realmente muitas famílias muito pobres e a adoção acaba sendo mais ágil por não ter muitos abrigos e a justiça não ter onde deixá-las. Eu não coloquei esses estados na ficha por que não sabia disso.

*As filas andam mais rapidamente em algumas cidades que possuem mais recursos (mais assistentes sociais, mais psicólogos, etc.) e a postura do juiz muitas vezes é de agilizar a destituição e entregar a criança para uma família que pode criá-lá de forma mais estruturada, então a fila anda rapidinho... Alguns juízes são mais conservadores e isso faz com que demore mais.

Naquele dia escrevi sobre a palestra e depois apaguei mais da metade, pois não queria de verdade influenciar negativamente as pessoas... Mas acho que acabei de novo fazendo isso.

Todos que eu conheço que adotaram dizem que são hoje muito felizes e que deveriam ter feito isso há muito tempo! Não existe mesmo diferença entre um filho adotivo e um biológico. As alegrias, preocupações, realizações, etc. são as mesmas...

Como eu já tenho um problema com a forma como a justiça funciona (ou não funciona) no Brasil, eu acabo sempre vendo as ações da justiça de forma desconfiada e isso, lógico que influencia minha forma de ver a situação. Então, não se baseiem em mim,por favor.

Vou torcer muito para as pessoas que conheço que estão na fila estarem logo com seus filhos, pois na adocão vc tem a certeza de que seus filhos existem e estão por aí, e que existe entre vocês e eles apenas a distância física e o tempo... Logo eles estarão com seus pais verdadeiros (e não os que os pariram), basta apenas que encontrem o caminho para suas famílias, que os aguardam e que os receberão com amor, expectativa e esperança.

Nós não vamos desistir da adoção, mas decidimos investir pesado para tentar resolver essa história de filhos o quanto antes...


Gente, depois de 7 anos esperando nosso filho, estamos realmente chegando no limite. E essa idéia da FIV garantida parece ser a nossa aposta final.

E posso falar uma coisa? Estou tão animada, tão entusiasmada com isso que até meu dia a dia parece que está melhor. Parece que saiu um peso dos ombros, o peso da incerteza, do tempo correndo sobre meus pés e eu parada no lugar, o peso de estar batendo e batendo numa tecla que não funciona... Sei que é bobagem, afinal nada aconteceu ainda, mas parece que o FIM dessa vez vai ser diferente. Não vai ser um monte de dinheiro investido, injeções, esperança, nervosismo, angustia, exames, exames exames e no fim, negativo. E de novo pensar: e agora, tento de novo? Guardo dinheiro? Vendo carro? Desisto? E agora?
Sabe por que tira um peso dos ombros? Por que é o peso do "é agora ou nunca", "tem que ser dessa vez", "precisa dar certo pois investi os tubos nesse negócio e a chance é única". Pois agora se não der certo, tentamos de novo, se não der de novo, tentamos de novo e aí, sabem, um dia vai realmente dar POSITIVO. Parece mentira que isso pode mesmo ser possível, sabem? Depois de tanto tempo e tantos e tantos e tantos negativos (gente, acho que dava para comprar um carro com todos os testes de farmácia que a gente compra não?), pensar que um dia eu vou ver de verdade UM POSITIVO, sabem, vai ser incrivel! então, foi uma decisão que veio com uma sensação boa, positiva, de confiança...

Ai, gente estou tão animada!

Meus exames chegaram por e-mail hoje, agora vou aguardar as guias pelo correio e correr para fazer tudo. Vamos fazer o teste de fragmentação do DNA também. Depois eu conto.

Então pessoas, seja da barriga, seja do coração, vamos ter nossos filhos em 2012???

Beijos e ótima semana!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Decisões!

Depois da palestra de sábado, passamos o dia, eu o maridón a refletir nossa situacón...
Ficamos mega-desapontados, estranhos, sei lá. Foi só uma sessão de fala-que-eu-te-escuto, mas os depoimentos foram mega-desanimadores...

Enfim, saímos de lá pensativos. Não serviu para o propósito que era o objetivo, mas nos fez chamar o assunto à baila mais uma vez e discutir, refletir, pensar no nosso futuro, expectativas...
Decidimos que a adoção tardia não é mesmo o que queremos e que não estamos preparados para isso. Que na minha cidade a demora está grande demais para bebês (teve gente que esperou 9 anos na fila e deu depoimento lá) e que, não estamos vendo muita perspectiva de nos chamarem nos próximos anos...

E discutimos e discutimos e no fim, decidimos uma coisa!

Vamos fazer FIV Garantida!

Vamos investir nisso (emprestar money, vender, enfim, se virar) e vamos tentando e tentando e tentando até finalmente termos o nosso filho!

(tá certo que quando eu ia escrever aqui, fiquei meio pensativa com o positivo também da Maria Lívia e quase que me decidi a comprar mesmo uma camisola, mas, vamos encarar de frente o negócio. Minhas chances são praticamente nulas, pois os guerreiros do lancelot lá de casa são poucos e perdidinhos e não sobram muitos cavalheiros vivos para chegar às torres do castelo não...hehehe)

Então, essa semana vou conversar com o médico, mas queria fazer exames extras e queria fazer o negócio com alguma preparação diferenciada dessa vez.

Ahh, um exame que fiquei sabendo que pode ajudar muito é o "fragmentação do DNA do espermatozóide". Peguei esta dica ótima no blog da Chloe, na verdade, de uma dica que deixaram para ela, e uma amiga minha falou que pode ser que resulte em alguma anomalia e nesse caso, há tratamento e então a FIV pode dar certo! (se o problema for esse). Taí um exame que nunca fizemos e quem sabe não explica os negativos (se bem que, depois dos últimos meses, não tem muita explicação os negativos não...)

Enfim, no fim a palestra de adoção serviu para nos decidirmos por continuar os tratamentos mesmo... O que é um contra-senso. Em vez de a palestra nos animar, incentivar... Não.
Lógico que eu preferia guardar esse dinheiro e acho também que é injusto gastarmos tudo isso enquanto tem tanta criança no país sonhando em ter uma família... E bom, se fôssemos chamados ficaríamos muito felizes... Mas a palestra serviu para pensarmos, refletirmos e bom, vamos tentar outro caminho...
(agora sessão desabafo: caramba gente, até na fila de adoção somos as únicas criaturas que não têm filhos?? Parece quando vc vai em festa de criança, que depois de um tempo vc descobre que é a única "tia" que não tá nem olhando para os brinquedos infláveis ou correndo atrás de crianças...)

Mas então, vamos em frente e eu vou contando as novidades por aqui, ok?

Bjs,

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Mais positivos! Maria Lívia!

Meninas!
Esse ano tive um monte de companheiras de FIV: a Bibi, a Tati, a Maria Lívia... As três fizeram FIV esse ano quase ao mesmo tempo que eu e as três (como eu) tiveram negativos em seus tratamentos. Passamos pelas mesmas tristezas e perdas dos negativos e bom, tudo continuou. Aí a Tati engravidou naturalmente logo após a FIV... O tempo passou mais um pouco e aí a Bibi engravidou naturalmente... E agora, a Maria Lívia engravidou também!

Meninas! Deduzi que FIV não funciona, que o melhor método é uma boa e sexy camisola para resolver todos os nossos problemas!! Talvez uma viagenzinha para Cancun, ou quem sabe só um delicioso frizante no sábado à noite mesmo!

(Serio gente, estou meio pensativa... Será que estávamos todas fazendo tratamento sem necessidade? Afinal, se disseram para nós que deveríamos fazer FIV é por que tínhamos realmente uma infertilidade seria... E aí tivemos todos esses positivos sem tratamentos...
Não sei, não quero ser polêmica, mas sei lá, é algo para pensar, não?)

Maria Lívia,
Parabéns, que seu filho lindo e desejado seja recebido em seu lar já cheio de amor, que vocês sejam muito felizes, que seu bebê seja abençoado, que toda sua vida seja cheia de amor, luz, paz, bênçãos e grandes realizações!
Parabéns!!!
Foi uma noticia maravilhosa essa!!

sábado, 26 de novembro de 2011

A palestra

Fomos à palestra hoje cedo. Não estávamos esperando grande coisa e na verdade fomos meio preocupados com o que iríamos ouvir (a mídia bate bate bate na tecla de que a fila não anda por que os pretendentes são exigentes demais, preconceituosos, etc.) e prometemos ficar quietinhos para não criar polêmica e nos tirarem da fila, hehehe.
As organizadoras perguntaram o nome de cada um, o caso etc e demorou pacas pois eram umas 60 ou 80 pessoas lá e ficamos chocados de descobrir que só nós, um outro casal e uma moça solteira não tem filhos. Todos os outros já tem filhos biológicos ou adotivos e estão lá ou para terem outros filhos ou só para acertarem sua papelada. Alguns já são avós, tem 3 ou quatro filhos criados e querem agora mais um ou dois. Alguns já tem 5 filhos e estão aguardando mais um.

Percebemos que quem está a menos de 4 anos na fila, em geral adotou maiores de 4 anos. Tem um homem que está na fila há 5 anos e foi o único que falou a verdade lá - que tem crianças demais esperando famílias de um lado, famílias demais esperando uma criança do outro e a Justiça fica fazendo palestra, preenchendo papelada, analisando, estudando, que é tudo muito bonito, mas que nenhum dos dois lados nunca se resolvem. Ele foi aplaudido.

Depois, eles pediram para preenchermos uma ficha com aquelas perguntas: por que vc quer adotar? Quando decidiu? Quais os medos? Até aí, ok, mas aí chamaram todas as pessoas para falar lá na frente.

Depois passaram uns trechinhos de filmes, tipo Stuart Little (falei para meu marido que até para adotar ratinhos agora tem fila... Hehehe) e uns outros, o único que eu gostei e que valeu a palestra toda foi um filme chamado Casa de Bebês. Deve ser latino ou independente, hollywoodiano não é. Uma mulher vai buscar sua filha adotiva e conta para a camareira (em inglês) como seria sua vida com uma filha. E a camareira ouve e depois conta para ela (em espanhol) que teve que doar uma filha e sonha com a mulher que a adotou. Tive que me segurar para não chorar. Cheguei em casa e baixei o filme, vou ver.

Elas falaram que tinham um conteúdo para passar mas perceberam que queríamos mais falar e que por isso deixaram a gente falar.

Depois eu vi o conteúdo no certificado e sinceramente, eu preferia que fosse dado o conteúdo, pois elas falariam quais as criancas estavam disponíveis para adoção, o que fazer quando a criança adotiva chegar na sua casa, como agir, o luto da infertilidade, a gestação simbólica da adoção, etc. E tudo isso são dúvidas que temos, explicações que esperamos e muitas vezes uma dica ou idéia te ajuda em algo.

Não sei. Voltei para casa da mesma forma que estava quando fui para lá.

Acupuntura

Pessoas, hoje foi minha segunda sessão de acupuntura (faltei semana passada) e vcs sabem que a pessoa aqui é céptica pacas, desconfiada, científica, neurótica e incrédula. Então bem, explicada a personalidade da criatura (eu), continuemos.

Essa semana foi mega-trash, um milhão de coisas no trabalho, muuuuita coisa na cabeça, noites de insônia, cansaço pacas. Stress pacas (teve evento segunda e fiquei até as três da manhã trabalhando, os outros dias até as oito etc.) então cheguei para o médico de acupuntura hoje e pedi um amansa-loco para eu tomar ou na segunda-feira eu iria pegar o primeiro vôo para a Noruega e nunca mais iria voltar. Para lugar nenhum. Não ia nem avisar ninguém. Queria começar a vida de novo,de preferencia em outro planeta, com outro corpo!

Mas ele não deu boletas não. Ele veio de novo com aquelas malditas, enormes, frias e aterrorizantes agulhas...

Gente, sério... Aquilo é sadomasoquismo. Um japonês te espeta inteira e te transforma num boneco de vodu em tamanho real...e vc tem que achar aquilo normal. Pior: vc tá querendo ir para Marte ver a terra explodir e o cara vem e te transforma num espeto de picanha, como se isso pudesse reduzir sua ira!

Enfim.

Fiquei lá deitada, pensando, que diabos estou fazendo aqui? Esse é o filme Hellraiser? Depois ele vai voltar com ganchos de carne?
gente, não creio em acupuntura, homeopatia, auto-ajuda, propaganda política, chupa-cabra ou ovnis.... Sorry, é além da minha capacidade. Então, aquilo foi meio parecido com o que eu sinto quando vou na academia: raiva, humilhação, vontade de sair correndo... Só que além disso, doía prá carai.

Aí comecei a chorar lá deitada, de stress da semana, de stress de tudo que ainda vai acontecer, de tudo que já aconteceu, de eu ser gorda, de não ser mãe, de dor nas agulhadas...chorei lá deitada, tudo espetada, dolorida, me sentindo um monte de bosta... e enchi as orelhas de lágrimas! e aí eu não conseguia enxugar por que tinha espetos everywhere e cada mexida era uma agulhada!

Sai de lá mega-puta, pois já sei que a vida tá uma merda, mas não quer dizer que por isso eu mereça agulhas na testa...

(E by the way, as agulhas são gigantes! Ele ele enfia aquele treco até nossos ossos!)

Cheguei em casa e depois de desabafar com meu marido que esse treco era para malucos masoquistas e que eu nunca mais voltava lá, tomei um banho, me deu um sono horrível e dormi...
Sonhei que minha cabeça estava separada em vários pedaços, cada pedaço espetado em algum ponto da sala, tudo doendo e eu tinha que juntar tudo, mas doía horrores...

Aí acordei. E vcs acreditam que eu estava bem mais calma? Bem mais calma, mesmo. Tipo, ainda cansada, mas com mais capacidade de agüentar tudo sem querer ir embora para Marte de novo.

Não gostei mesmo desse negócio de acupuntura, por mim nunca mais faria isso, mas sabem, não é que o negócio me acalmou? Estou calma, com sono, não estou com aquele gelo na boca do estômago, nem ansiosa, ou com raiva, aquela vontade de sair correndo, parece que tudo passou. Incrível.

Será que eu vou ter que dar o braço a torcer e descobrir que esse negócio funciona?

Bom, cenas dos próximos capítulos.

***

E amanhã cedinho, fomos intimados a participar de uma palestra sobre adoção. Ainda bem que a acupuntura me acalmou, senão eu iria rolar na lama com a mulherada do fórum amanhã...
Depois eu conto...

Bjs e bom finde!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Anestesias

Meninas, gostei muito dos comentarios do último post! Achei que tinha ficado um post deprê, tipo, comecei fazendo piada e terminei falando coisas tristes, até iria me desculpar por ser meio bipolar, mas vcs entenderam direitinho como foi o sonho! Legal!

No mais, fui ao otorrino e zás,ele acabou com meus planos de fazer FIV em janeiro. Tenho adenóide, desvio de sexto significativo e uma concha bolhosa (Hahaha) nos seios nasais (pelo menos tem seios em algum lugar né?). Ou seja, não respiro porra nenhuma. Facão. Em janeiro. Vou em mais um médico (pois o meu parece que foi atropelado por um treminhão de cana às três da manhã) e dependendo, marco a cirurgia. Ele disse que é rápida e simples, mas como meu trabalho é mega complicado, não foi conseguir tirar 2 licenças no mesmo mês... Enfim. Depois eu vejo direitinho, pois eu podia enrolar, mas se eu engravidar e começar a ter uma crise atras da outra vai ser complicado...
Enfim, depois eu penso nisso.

Vou tomar anestesia geral pela primeira vez... Chiiii...

Mas o que fez me lembrar das três sedacões que tomei para fazer as fertilizações, ri sozinha e resolvi contar para vocês:

A primeira vez:

Eu tomei a injeção e fiquei olhando para a lâmpada pensando: ah não, e se esse treco não pegar? E se eu nunca dormir? E se não funcionar e eu....
sonhei com um monte de muppets... Os muppets! Nunca gostei deles!
Aí acordei desesperada, falando inglês (!):
-it's trembling, it's trembiling, is it normal???
O anestesista caiu na gargalhada. E eu não conseguia parar de rir quando percebi que tava no centro cirúrgico, com as pessoas ao meu lado me olhando esquisitas.

Depois eu perguntei para a enfermeira se eles não vendiam essa injeção maravilhosa, mas ela falou que, apesar de todo mundo perguntar a mesma coisa (o que me surpreendeu deveras), não, não se vende anestesia por aí...
Que pena.


A segunda vez:

Eu tomei a injeção e fiquei olhando para a mesma lâmpada e pensando: ah não, e se esse treco não pegar? E se eu nunca dormir? Olha aí não tá funcion....zzzzz
Abri os olhos e levantei assustada:
- a anestesia não pegou! Não pegou!
- calma, já acabou...
Afff, que alivio.
Será que dessa vez eles me vendem um pouquinho?
Não, nada feito de novo.


A terceira vez:
Ninguem achava minha veia, e ninguem acreditou que eu só tinha veia na mão. Quando acharam a veia da mão (e o anestesista me falou que sempre poderíamos furar meu pescoço) eu pensei:
Tchau luzes, vcs dançam muito bem mas agora já é hora de....zzzzz
E acordei no quarto, na cama, não no centro cirúrgico, ainda grogue e queira saber como fui parar ali.... Então tentei perguntar para o meu marido, mas minha voz parece que ainda tava dormindo:
- ooOoOoOOooo o O oo?
- o quê?
- oooOOo o o ooooooOOO?
- quê?
- OoOo o o zzzzz
Depois acordei de novo, algumas horas depois, no mesmo quarto, meu marido assistindo pernalonga na tv.
-oi
-oi. O que vc queria falar aquela hora mas ficou imitando peixe e não falou nada?
- eu queria saber como eu cheguei aqui?
- ué. Pela maca.
- mas como eu vim parar nessa cama?
- ué, a engermeira falou para você mudar de cama, você mudou, virou de lado, se enrolou igual um tatu e cobriu a cabeça.
Impressionante.
Ainda bem que ela não me mandou dançar a konga na rodoviária, pois acho que eu teria obedecido com alguma parte muito estranha do cérebro que é ativada com anestesia e que não deixa o resto todo saber disso depois...

Como vai ser dessa vez heim? Eu podia acordar falando alemão, né? Eu iria ficar orgulhosa, principalmente, porque não sei falar alemão! hehehe

Bjs

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Bons ventos

Meninas, depois do positivo da Tati, da Susana Pina e do positivo da Bibi eu realmente me inspirei! Estava bem desanimada, tipo, esse negocio de filhos é para todo mundo, menos para mim, pois sou velha, gorda, feia, careca e negativa igual temperatura do pólo...
Mas sabe, eu me animei! Não sei no que eu tenho que fazer para dar certo, mas podem me mandar pular fogueira equilibrando um papagaio manco no ombro esquerdo enquanto canto A árvore da montanha, oi ehh ia iou... eu vou fazer isso!
Hoje não foi o dia da marmota! Escrevi para o medico pedindo idéias, tratamentos, soluções, milagres, o que for para que dessa vez dê certo, e ele falou que vai ver minha ficha para me dizer o que podemos fazer para melhorar essas chances.
E marquei minha viagem de réveillon! Marquei para Recife! De lá vamos de carro para Porto de Galinhas! Vou visitar um treco nerd lá em Recife que tem uns escudos, elmos, castelos, etc. Tudo medieval... Adoro essas coisas e não demanda biquíni, pelancas, etc.
Estou animadinha!
A dieta também está indo bem com o Green Coffee! Aff, até que enfim!
Ainda não falei para o medico de fertilização sobre o Green Coffee, mas realmente queria estar mais preparada, talvez fazer mais exames, ou tratamento prévio antes da próxima FIV. Então, até lá eu emagreço uns kilinhos...

***

No mais, essa noite sonhei com meu irmão e sempre sonho com ele, sonho que ele não tinha morrido, que era um engano ou algo assim, e que eu descubro isso então eu tenho que contar para todo mundo, mas não sei como contar...
Essa noite sonhei que uma amiga de infância foi em casa (na casa da minha mãe) e ela foi até o quarto dele conversar com ele. Foi bem legal pois eu ouvi a voz dele e o jeito que ele cumprimentava as pessoas que iam em casa... Aí eu pensei "puxa, a gente diz nas ONGs (que eu tinha e participava) que a gente faria de tudo para falar com eles mais uma vez... Mas agora, ele está aqui e eu não estou falando com ele...eu não consigo falar com ele..."
Já sonhei várias vezes que eu encontrava com ele e não sabia como perguntar onde ele tinha estado nos últimos 5 anos... Como ele tinha voltado... Ou como eu iria contar para minha mãe... Ou para as pessoas das ONGs (não sei por que eles sempre aparecem nesses sonhos, talvez por que todos tenham perdido entes queridos - filhos em sua maioria - e eu gostaria de poder dizer para eles que tudo vai ficar bem, que tudo está certo agora, mas não sei como...).
Enfim, parece triste mas é muito bom quando sonho com ele. Mata as saudades, acalma o coração, conforta... Mas é tão raro... Tão raro...
Enfim, o sonho de hoje já me ajudou muito! Me fez sorrir logo cedo!

***

No mais, vou contando as demais novidades, ok?

Bjs

domingo, 20 de novembro de 2011

O treco para emagrecer

Meninas, vou colocar aqui o nome do negocio para emagrecer, pois até agora realmente tirou a fome e a vontade de comer. Não me pesei ainda, mas vou aproveitar que estou tomando para fazer a RA e me peso na sexta que vem, quando fizer uma semana que estou tomando.
É Green Coffee 800. Não tem no Brasil, vocês vão ter que pedir para alguém comprar no exterior. Vi na amazon por 6 dólares,mas paguei aqui 50,00... Precisa pedir para alguém trazer mesmo.
Coloco no leite de manhã, junto com uma colherinha de café soluvel descafeinado (tenho ate hoje da ultima FIV) porque deve ter um monte de cafeina no produto. Realmente tira o apetite. Vou postando aqui, ok? Se emagreci, se estou bem, se estou esquisita, enfim...
No mais, preciso voltar ao médico do nariz, pois estou sentindo falta de ar já faz tempo. Acho que vou ter que operar.
E me animei a fazer uma nova FIV com o positivo da Bibi! Vamos ver!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Bibi!

Meninas, forget meu último post!
Tem novidade muuuuito mais importante!!
A Bibi, tentante como muitas aqui, está grávida!!!
E engravidou naturalmente! E foi em Cancun! (Meninas, já sabem para onde ir nas próximas férias, heim?)
Parabéns menina linda! Vc merece!
Desejo uma gravidez tranqüila, um filho lindo, saudável e uma mamãe muito feliz quando ver o rostinho deste anjo que entra agora em suas vidas para tornar sua família completa, iluminada e cheia de amor!!!
Visitem o blog dela, teremos muitas coisas legais para acompanhar, assim como estamos vendo no blog da Tati!
Esse foi um bom ano, heim meninas?

Treco para emagrecer!

Meninas, meninas!
Desde que essa josta desse governo proibiu os remédios de emagrecer toda minha esperança foi para um balde de pipoca e todo o meu futuro ficou sombrio e barrigudo!
Ai, essa semana uma amiga me falou que comprou um negocio natural importado que fez para ela os mesmos efeitos do anfepramona (ela foi outra, que como eu, planejava ir ao médico e comprar anfepramona para os próximos 30 anos... Mas não deu tempo...), depois, se não me fizer mal, eu falo o nome, ok? Mas é feito de café verde. Comprei na hora. Meio caro, 50 reais para 18 dias. Tomei um hoje. Até a hora do almoço continuei com fome, ok, paciência. Na hora do almoço, continuava com fome, mas, para variar, nao deu tempo de sair para almoçar e hoje, por azar, nao deu nem tempo de pedir um lanchinho. Aí, perto das duas da tarde, comi uma bolacha Club social recheada e um cafezinho, continuei trabalhando e, gente! Não comi mais nada o dia inteiro e a fome acabou! Agora a noite comi um subway de 15cm, vegetariano, que sempre me deixa com fome, mas não deixou! Comi só isso e nao quero comer mais nada! (tá bom, tá bom, sei que tem que comer proteínas, frutas, saladas etc, foi só hoje, ok?).
Procurei na internet e não achei nada falando mal do produto. Achei muuuuito estranho um negocio natural tirar a fome, mas não achei ninguem falando que ganhou um olho a mais ou teve pêlos nos dentes depois de tomar o negocio, alias, só vi bons retornos... Enfim, vou contando para vcs aqui, pois parece que o negocio é bom mesmo!
Ele é feito de ervas, cálcio, etc. e é tipo um café solúvel em sachê.
Depois eu conto se deu certo ou não (e juro que não vou vender o negócio, é free advertising mesmo) pode ser que eu ainda desenvolva uma cabeça extra ou comece a falar grosso.... Mas girls, se isso não acontecer, parece que tem aí uma saída!!!
Oba!
Só preciso ver como vou fazer se for fazer FIV, pois vou ter que parar de tomar isso bem antes, com certeza! Mas se conseguir ir no casamento de uma amiga e passar o réveillon mais magra já vai ser muito bom!
No mais tudo na mesma... Ainda não sei se vou fazer tratamento em janeiro nem para onde vou no réveillon, então, o dia da marmota continua mesmo. Mas agora com café verde! Yeahhhh!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Dia da Marmota

Pessoas! O feriado já acabou!
Puxa, como os dias estão passando rápido! Acho que é porque todo dia é o mesmo dia, né? Alguém colocou no blog que parece que a gente está naquele filme Feitiço do Tempo e eu concordei um horror! Todo dia é o Dia da Marmota!


Eu acordo, ouço Sad Statue, do System of a Down no carro, ponho as roupas sociais, sapato alto, passo o dia correndo para dar conta do que eu descobri agora que só vai dar para dar conta em mais três encarnações, volto para casa, leio um livro, jogo joguinho e vejo internet. Todo dia vou dormir à uma da manhã falando que nunca mais vou dormir tão tarde, que assim vou ficar velha enrugada e doente e no dia seguinte acordo pensando: meu deus! O que eu comi ontem? Ahhh não... Comi um monte ontem! Hoje tem que ser diferente! Nunca mais vou comer doce, ou massa, ou pão! Assim vou ficar gorda, disforme e infeliz!
E coloco roupa social, ouço Sad Statue, passo o dia correndo, correndo, durmo à uma, reclamo que vou dormir mais cedo, acordo no outro dia e penso: meu deus! O que eu comi ontem? Ahh não... Comi...

Nesse feriado o marido foi para o Rio com a mãe e eu fiquei aqui... Não fui mesmo no fim. Tive que trabalhar na segunda e não tive que trabalhar hoje porque as horas extras estão proibidas, então liberei o maridón para a primeira viagem de solteiro-casado dele e ele foi com a mamãe para o Rio.

Sábado à noite fui visitar uma amiga que não via já fazia tempo e depois passei na locadora, alugar um filminho. Lembrei que umas amigas esperam o marido estar viajando ou fora de casa para alugar um filminho de menina, tipo um romance água com açúcar ou uma comédia romântica. Enfim, resolvi ser menina e ir fazer isso. Aí fui na locadora e fiquei procurando algum filme, procurando, procurando, achei um que eu queria ver e procurei mais um pouco, não achei mais nas e fui embora. Sabem que filme eu aluguei? Thor. Vocês acreditam? Voltei para casa pensando que deve ter alguma coisa errada comigo... Acho que nasci errado gente, eu devia ter nascido menino... Eca, mas não gosto de menina, nao! Hehehe

Voltei para casa e baixei um jogo de tiro em primeira pessoa, chamado Bioshock. Ótimo. O Alan Wake já acabei faz tempo. Fiquei até às 5h jogando e matei uma garrafa de Lambrusco (viu, se eu fosse menino de verdade iria tomar cerveja! Hehehe), e tomei na taça, bem bonitinha. Meu jantar foi um pedaço de pizza e uma garrafa de vinho, que, fui jogando e tomando e no fim, quando vi, às 5h da manhã tinha acabado. Foi um bom jantar.

No mais, pessoas, não foi dessa vez que a novena deu certo. Os red days já começaram. Tambem, iria ser o pior mês ever para ficar grávida: fiz raio x do dente que começou a dor, doer, doeeer, DOOOEEERRR da noite para o dia e não estava me deixando nem tomar água mais, mas no fim é hipersensibilidade mesmo, provavelmente por causa do clareamento que eu fiz, tomei remédios para sinusite, fiz tomografia (que chique), fiz luzes (no cabelo), fiz progressiva, etc. Bom, whatever. Não era o mês como não era nos últimos 7 anos.

Tô cansada deveras. Enjoada. Esse negócio de filhos e ser gorda são acho que as maiores frustrações que eu carrego na minha vida. E carrego há anos e anos e anos...
Ano passado fiz um esforço sobre-humano para me manter abaixo dos 70, tinha chegado em 79 então fiz um monte, tomei um monte de remédios, fiz sem remédios os outros meses e bom fiquei entre 66 e 69 boa parte do ano. Agora em junho, fui para os 74. Enjoei, não vou mais fazer dieta. Desde os 13 anos de idade eu luto com isso e a vida inteira lutei e nunca, nunca, nunca nunca fui magra como eu queria. Chega. 23 anos de frustração. Enjoei. Vou ficar gorda e quem quiser que jogue os tomates, ovos e batatas, mas que por favor coloquem um molhinho branco em cima antes, tá?

Quanto aos filhos, sei lá o que pensar. Tem dias que acho que eu devia esquecer isso e tem dias que acho que tenho que tentar mais um pouco... Mas não consigo ter certeza (aliás de nada). Já estou bastante convencida de que não vou ter filhos não. Vai ser assim, como está agora. O Dia da Marmota.




Vamos simbora minha gente que amanhã tem Sad Statue, terninho, joguinho para mais um Dia da Marmota!!!


By the way: o Thor é uma bosta.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Agradecimento

Pessoas, seguindo em frente pois se a gente não seguir a vida segue sem a gente!

Muito obrigada pelos comentários muito lindos e pelo apoio todo que vcs deixaram para mim no último post, vcs são pessoas muito muito especiais.

Muitas vezes eu penso em deixar esse cantinho e começar a seguir a vida sem blog, sem me colocar aqui para todo mundo ler, compartilhar minhas angustias e planos, me expor, lidar com as coisas de forma mais discreta, sei lá. Mas aí eu penso em cada uma das pessoas que encontrei aqui e o quanto eu aprendi com cada história, cada vida, cada experiência, com as formas diferentes que as pessoas tem de encarar os problemas, a força de vontade, os exemplos de vida e as coisas simples de cada dia, que nos fazem únicos e que ninguém nunca vai vivenciar da mesma forma. Nunca. Somos tão únicos e tão efêmeros, que às vezes tudo o que fica de uma vida é só um sorriso, um comentário, uma história, um dia. E muitas vezes essas pessoas tem importância tão grande em decisões que tomamos, influenciam nossas escolhas e ajudam a superar, andar, decidir ou mesmo desistir de algo.

Serio, acho que esse é um dos meios mais inteligentes que já criaram para as pessoas certas se juntaram com um objetivo ou com pensamentos parecidos e conseguirem assim aprender e crescer juntas...

Sério mesmo, adoro vocês. Cada uma, cada comentário, cada post que vcs colocam em seus blogs, que cada opinião acaba nos acrescentando um pouco mais e nos fazendo ver coisas que nunca poderíamos ver se não fosse pela perspectiva de outra pessoa. Nos fazem crescer, aprender, a cada dia, de um jeito novo, diferente.

Obrigada por me seguirem e por terem paciência com minhas bobagens, problemas, futilidades...

Espero ver todas realizarem seus sonhos, como já vi outras tantas (que não escrevem mais, uma porque criancas pequenas não permitem esses luxos e outra porque tendemos a escrever mais sobre o que nos incomoda do que sobre o que nos completa. Quando a busca de uma vida é satisfeita, sobre o que continuar falando?) e espero poder estar sempre acompanhando cada uma, em cada fase. Principalmente as barrigas crescendo, heim?

Mil beijos e bom finde!
(amanhã tenho acupuntura e depois venho aqui para contar!)

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Meu irmão

Pessoas,
Estou mega deprê, sem vontade de nada, seguindo a sombra...
Vou explicar meio rápido, mas não queria entrar muito, pois é mesmo um assunto que me incomoda muito, mas que eu não paro de pensar conforme vai chegando o final do ano...
Eu tive um irmão fantástico, uma das pessoas mais maravilhosas que já conheci. Era amigo, confidente, agüentava meus desabafos, era bem-humorado, estava sempre pronto para ajudar, nem que fosse para me acompanhar no shopping comprar presentes para os pais, ou apoiar quando eu tava mega cansada do trabalho ou na correria para arrumar as coisas para o casório. Era o amigo para ir no barzinho, para ir passear na praia...era aquele que sempre estava rindo, sempre de alto astral, trabalhando muito, ralando muito, mas sempre tinha um tempinho para todo mundo, para rir de alguma piada, contar sobre uma banda nova, filme ou uma história em quadrinhos legal. Ele era uma figura, foi um meninão a vida inteira, para vc ter uma idéia, ele era desenhista de histórias em quadrinhos. Sério, era a profissão dele. E ele chegou a trabalhar para a Marvel. O nome dele era Hermes.
Ele era meu irmão mais novo e era aquele que eu sabia que podia contar para tudo, a vida inteira. Era minha história de vida, minha infância, meu amigo. Meu único irmão.
Ele morreu aos 25 anos, pelas mãos de dois lixos-humanos (humanos? Não, só lixos mesmo) que queriam roubar a máquina fotográfica dele. Isso foi em 21 de dezembro, de 2003.
Não preciso contar que nossas vidas acabaram naquele dia e realmente, nunca mais voltaram ao normal.
Então, todo final de ano eu começo a entrar numa espiral, que vai ladeira abaixo até as festas. O ano vira e parece que eu começo a pensar de novo em sair, viver, emagrecer, etc.
Então é nessa espiral que estou agora.
Não quero pensar na morte dele, pois fiquei 5 anos em depressão e sei exatamante a merda que é depressão. Para aquele buraco que eu fiquei nesse tempo, não quero voltar nunca mais na minha vida... Naquele filme que eu assisti, Melancolia, a atriz Kirsten Dunst está depressiva e bem, eu entendi cada vírgula que ela pensou, fez, ou não fez. Parece que o vazio é tão grande que ele vai te paralisando, emparedando, petrificando. Nada tem gosto, cor ou sentido. Na verdade, nada tem nem mesmo importância... É como estar em um túmulo na chuva e não conseguir agarrar a borda, só segurar lama. Mas eu saí de lá. É que todo final de ano parece que eu sento na beiradinha e fico olhando para o túmulo de barro, alagado.
Mesmo quando eu tento não fazer isso, ou não pensar nisso, é uma época que eu queria contar algumas coisas para ele, me aconselhar, perguntar o que eu deveria fazer... Acho que a saudade aperta e tudo isso vai voltando, como se eu antecedesse o dia 21/12 de novo. E sei que ele vai ser horrível.
Então, bom, é uma época que não quero sair, não quero falar com ninguém, não quero comprar presente de Natal, não quero saber dessa droga toda, de festas... Enfim.
Seria bom ter uma boa noticia para variar... Alguma coisa para modificar, trazer algo de bom... Acho que por isso decidi ter filhos.
Foi um ano depois da morte dele. Eu não queria viver para sempre nesse vazio, nessa tristeza. Queria ver algo alegre, ver a capacidade de beleza de novo, a possibilidade da vida, a esperança, me preocupar com alguém, ter a vida de novo em nossas vidas... Mas sabem, o mundo é assim.
E tem dias que eu só queria lembrar de alguma coisa boa dele, de uma frase, de uma risada, de um momento... pois parece que eu esqueci tudo que vivi até aquele dia. E queria ser uma daquelas pessoas que se lembram de alguém que se foi, sem dor, sem lagrimas... Sei que ele merece isso, mas eu não consigo. Não consigo.
Desculpem.
Vou tentar postar algumas outras coisas, que não entrem nesse clima, nos meus sentimentos, algo fora de tudo isso, prometo.
Mas escrevi isso por que o tom está ficando dark e tá difícil pensar em coisas legais para postar. Mas eu vou achar.

Bjs.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Melancolia

Pessoal, assisti Melancolia que eu tanto queria assistir!
Adorei o filme, apesar de ser muito depressivo. O filme é dividido em dois, na primeira o foco é o casamento de Justine, depressiva e deslocada na própria festa de casamento. A segunda parte conta sobre o planeta Melancholia, que esta em direção à Terra e pode ou não se chocar com ela. O foco não é na catástrofe, ou nos efeitos especiais, mas sim nas reações dos 4 personagens diante da aproximação do planeta (os mesmos do primeiro, a noiva, a irmã, o marido da irmã e o filho deles). E tem o Alexander Skargard, o Eric de True Blood, que só por ele já vale ver o filme!
Mas o filme é ótimo, fotografia linda, é instrospecto, incômodo, triste... te faz pensar, o que já é alguma coisa nesses últimos tempos de cinema fast food, não?
Segue o link para o trailer do filme e uma do Alexander, que a gente merece um incentivo para começar bem a semana, heim?





***

No mais, liberou no Netflix a serie Doctor Who, que eu queria assistir há um milhão de anos... Já comecei a assistir e estou adorando. É trash, sem sentido, bobo, com efeitos especiais toscos, mas tem tudo que eu gosto: monstros, aliens, naves espaciais, máquinas do tempo, fantasmas... Hehehe

Das demais séries que estou vendo, Dexter está ótimo. A sexta temporada começou meio morna, mas está muito boa agora. Para quem nunca assistiu, recomendo. A serie é inteligente, ágil, os assuntos se fecham e não tem jeito, vc se apaixona por ele e acaba torcendo por ele todo episódio. Relutei muito para assistir, por causa do assunto, mas ele é muito bom. É ótimo ver assassinos impunes desaparecendo nas mãos dele...

E The Walking Dead está uma merda. Tem de tudo, menos zumbis. Tem drama familiar sem graça, umas idéias estúpidas, tipo fugir dos zumbis nuns carros mega-ferrados, que quebram toda hora (why??? Tem milhões de carros novos abandonados nas ruas!), os zumbis ficaram tontos e sem-graça e parece ser o assunto menos importante na série... Gente, e a série era legalzinha na temporada passada!

Espero que True Blood melhore na próxima temporada, senão não vai sobrar muita coisa para ver não...

No mais, estou doida para ver Two and a half man sem o Charlie Sheen, apesar de que eu adorava ele. Mas eu gosto do Ashton Kushter também... Vcs já viram? Sei lá, acho que vai ficar igual um Big Bang Theory sem o Sheldon, será que não?

***

No mais nada de novo... Só uma fase melancólica (igual o filme), chata, deprê. Tô me esforçando horrores para sair de casa, por mim ficava dentro de casa embaixo dos cobertores para sempre. Ai, e não consigo fazer a droga da dieta... O que a gente precisa? Lobotomia? Redução do estômago cérebro ? Salmonela?
Afff. Tá difícil aqui viu...
Esse final de semana vou para o Rio, mas estou sem vontade nenhuma de ir. Gordona, não tenho roupas (nem vontade), tava mais a fim de ficar em casa dormindo... Sei, sei tá parecendo crise de adolescente, mas serio, eu queria mesmo ficar em casa e nunca mais ir para a escola, mãe!

Bjs e boa semana!

sábado, 5 de novembro de 2011

Bebê - quase de verdade...

Gente, como eu prometi, aí vão as fotos do Matheus.


Ele foi presente do meu pai, em um aniversário meu quando eu ainda não falava para ninguém que queria ter filhos, mas acho que ele já queria ter netos...


Ele virou sensação na família, pois é perfeito, tem veinhas nos pulsos, nas têmporas, tem 3,5kg e dá mesmo a sensação de que vc está segurando um bebê...




É um daqueles trabalhos manuais, perfeitos, com cabelos implantados um a um, corpinho anatômico, enfim, lindinho mesmo!

Ele também causa um estranho comportamento entre as mulheres: todas seguram ele com o maior cuidado do mundo, balançam, algumas até encostam a boca na testinha dele... hehehe
ahhh, e causa gritos apavorados de todas presentes quando algum homem espírito-de-porco resolve levantá-lo de cabeça para baixo, pelo pé!! hahaha
Já fizemos o teste 2 vezes! todo mundo grita! hahaha

Gente, juro que ainda não sou aquelas pessoas freaks que aparecem no NatGeo passeando de carrinho com um boneco de plástico... ou dando mamamdeira, chacolhando para dormir... hehehe
mas que de vez em quando, dá vontade de carregar ele, ahh, isso dá!!



Uma vez saímos com ele no banco traseiro do carro. Quando chegamos, tinha duas mulheres espiando no vidro, meio preocupadas. Sorte que saímos e voltamos em pouquíssimos minutos, senão iria ter uma viatura da policia nos esperando...  Elas riram e falaram que estavam tentando descobrir se era mesmo um bebê. Depois desse dia, quando levávamos ele para alguém ver, levávamos uma manta para cobri-lo no banco traseiro. Já pensou que mico? ser presa por maus-tratos e abandono de... boneca?


Minha prima batizou ele de Matheus, quando eu disse que gostaria que meu filho se chamasse Matheus, mas meu marido detestava e não queria esse nome de jeito nenhum, então minha prima resolveu virar madrinha e dar o nome para ele.
Ultimamente ele tá meio esquecidinho, pobrezinho... acho que preciso comprar uma irmãzinha para ele, o que vcs acham??




bjs e espero que tenham gostado! Bom final de semana!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

De volta...

Pessoas,
Estou de volta. Meio sem assunto para postar, então não estou vindo muito aqui...
Adorei o incentivo que voces me deram à acupuntura! Começo sexta que vem! Oba!

Hoje voltei à nutricionista e tive que dizer que: sim, a dieta é muito boa. Eu é que sou muito ruim. Emagreci 1,5 kg nos primeiros 5 dias. Depois engordei 2 no final de semana. E entre mortos e feridos, dias light e dias mega-fat, hoje eu estava 200g mais magra que no mês passado... Hahahaha

Li uma reportagem na Superinteressante desse mês que achei muito legal. Em resumo, temos uma espécie de limite de energia para agüentar tudo que temos que agüentar todos os dias, que quando extrapolamos, nao conseguimos segurar nas outras coisas... Por exemplo, se o trabalho de alguem é muito estressante, e que demanda muita determinação, esforço, etc. quando a pessoa chega à noite em casa, fica difícil continuar com a determinação, forca de vontade, etc. para fazer dieta, ou fazer exercicio, etc. Então, em algum lugar vc estoura. Seja comida, bebida, cigarro, exercícios físicos...
Achei que tem o maior sentido.
Trabalhamos muito, saímos esgotados do trabalho, temos na cabeça um monte de pesos, frustrações, cobranças (no nosso caso dos filhos, dos tratamentos, dos médicos) e ainda temos que ser magras, lindas, loiras e altas, temos que estar com as unhas impecáveis, os cabelos retocados, o creme antirrugas em dia, duas horas de academia diarias, 8 horas de sono por dia, comer de três em três horas, tomar litros e água e aí, minha filha, dá mesmo vontade de largar toda essa merda e ir pentear macaco na África. Tem dias que tenho vontade de parar de trabalhar só para não ter mais que fazer a unha na vida...
E a vida vai passando e se a gente pensar, a gente passa os dias sendo cobrados por tudo isso(ohh céus, como eu sou a única pessoa no mundo que não é MAGRA, linda, loira, alta, executiva, com gêmeos loirinhos, com unhas perfeitas e cabelos longos e sedosos, idade de 36 e corpinho de 16?) fala serio gente, só eu tenho vontade de largar tudo isso e virar reclusa na floresta?
Pois bem. Como tudo isso aí não se soluciona (sozinho), eu como chocolate. E bolo. E pastel. E pizza. E macarrão. E tudo junto com calda de caramelo em cima...
Mas bem. Como todo dia é dia de novo de tentar de novo mais uma vez de novo. Prometi para a nutricionista que vou fazer a dieta dessa vez. Por ela. Que se fosse por mim eu tava mais a fim de mandar virar fumaça... Hehehe
Então, pessoas, hoje estou de dieta.

***

Para ficarmos deprê no final de semana: meu marido acabou de falar que estamos mega velhos mesmo. Vc se lembra do Kurt Cobain? Lembra de quando ele morreu? Pois é. O Justin Bieber nasceu um mês depois. Yeahhh. Estamos velhos mesmo...

***

No mais, vou tentar postar mais... Tô meio deprê. Como fico todo ano no final do ano. Daqui até o Natal, é só ladeira abaixo... Então não estou com muitas coisas para escrever não... Mas vou tentar escrever, ok?

bjs e bom finde!

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Médicos

Olá girls!
Aqui fala Dalila-Cheia-de-Zica nessa madrugada chuvosa de insônia! Vamos simbora minha gente para mais um post nada a ver com o assunto bebees!
Fui a dois médicos essa semana e descobri que:
1- a zumbisite virou um caso de carne esponjosa federal no nariz. Segundo o médico, meu nariz só serve para enfeite. Taí talvez o motivo do meu cansaço extremo dos últimos tempos. Ou isso, ou estou com anemia. Ou com nhaca mesmo. Enfim. Ontem fiz tomografia computadorizada, que foi o exame mais da hora que já fiz na vida: vc deita na maca e uma roda gigante com um acrílico fumê gira em cima da sua cabeça. Legal. Deve custar alguns milhões. A pessoa fez a clássica pergunta: - não há nenhuma possibilidade de vc estar grávida?
O que respondemos quando nos perguntam isso, tentantes? Que não? Absolutamente zero chances, que é o que a medicina nos diz ou a gente fica toda embananada pensando nas pílulas do Frei Galvão?
Enfim, como fiquei embananada, ela me perguntou quando foi minha última menstruação e sabem? Eu não tinha a menor idéia. Deve ser falta de oxigênio no cérebro, agora que descobri que não respiro...Quase tive a impressão de que estava atrasada quando ela me falou que era dia 29. Mas acabei deduzindo que deve vir no começo do mês e ela se convenceu que sem atraso, ninguém está grávida.
E se eu saísse correndo de lá e dissesse que estava gravida? Bom, o santo talvez gostasse, mas eu iria me sentir ridícula quando minha menstruação viesse. E bom, talvez eu tenha que operar, então é bom ver esse treco logo... No fim, fiz o exame. E ainda não sei que dia minha menstruação vem. Só sei que ovulei agora, então, realmente, ainda não era para ter vindo...

2 - fui a um homeopata. Cheguei lá sem saber muito bem o que falar para ele. Afinal, até esse dia achava que a saude estava bem e que o emocional tambem... Fui pensando que iria falar que queria emagrecer e queria engravidar, duas coisas antagônicas como a dona dos desejos, mas sei que falei por mais de meia hora, contei que algumas comidas me fazem mal, que tenho gastrite, que tenho sinusite (que ele respondia sempre com um: - nossa, sério? Verdade mesmo?), falei que sou uma pessoa com personalidade depressiva (serio? Verdade mesmo?) que todo final de ano eu vou ficando depressiva e triste até chegar o dia do aniversario da morte do meu irmão (serio? Verdade mesmo?) e sinto falta dele e que não posso ter filhos e buááá... Desandei a chorar no consultório. Saí de lá com a conclusão de que minha vida é uma bosta.
Enfim.
Isso porque fui no médico para melhorar.
Mas já passou, viu?
Ele me receitou 10 sessões de acupuntura, 2x por semana.
- Alguma pergunta?
- sim, o sr. não vai me dar homeopatia?
- não, por enquanto não.
Hummm.
- e o sr.não vai me internar numa clínica psiquiátrica, vai?
- não. Por enquanto não.
Ufa. Que alívio.

Se for para a clinica psiquiátrica juro que levo meu boneco bebê quase perfeito, o Matheus, para me fazer companhia. Sabem aquelas doidchas-de-pedra que ficam abraçadas com uma boneca esfarrapada? Pois é quando eu ficar véia e louca já tenho a boneca. Ah, que vou colocar aqui as fotos para vcs verem, essa semana, ok?

Mas vamos voltar ao assunto.

Essa semana pego o resultado da tomografia. E devo iniciar a acupuntura. O convênio cobre, pois o principal motivo será para melhorar a sinusite. E ele falou que deve melhorar minha ansiedade, assim eu paro de comer.
Quanto ao bebê, ele falou que não pode fazer muito, pois meus ciclos são regulares e eu devo ovular normalmente. Aí apelei e falei que não seguro os embriões. Ele não falou nada, vamos ver se também consegue ajudar. Não acredito em acupuntura, mas diz a lenda que funciona, então vamos lá. Deve ter algum fundo científico, senão os convênios não cobririam, não?
Enfim, vamos ver.

***

Hoje fui assistir Contágio, num cinema mega-chique do shopping Tamboré. As poltronas são reclináveis e o pessoal te serve o que vc comprou depois, dentro do cinema.(Acho que rico enxerga no escuro, pois eu derrubei o café e quase coloquei o mini-guardanapo dentro do copo, mas parece que todo mundo enxerga, pois nem no final acendem as fucking lâmpadas!!)
Pedi brusquetas que eram, lógico, muito mais gostosas na descrição do que no sabor, tipo 'pão italiano com queijo brie e cebolas caramelizadas no vinho chardonay...' Que era na verdade uma torrada dura com um teco de queijo e cebola frita, mas enfim... Ficou caro para burro (47 só a entrada) mas no fim, foi legal. Hehehe. Confortável. O filme é legal (a trilha sonora é chata), mas em geral eu gostei. Elenco de estrelas e sempre é bom ver o Jude Law e o Matt Damon. Aí, depois de uma semana cheia de médicos, exames, e o filme, estou meio neurótica achando que estou putcha doente, à beira da cova. Melhor dormir, meninas, assim eu esqueço as neuroses e amanhã, opa, hoje, é dia de Trampo...

bjs e essa semana ponho as fotos do meu boneco Matheus para vocês (calma, ainda não estou carregando o bichinho pela casa e cantando dorme nenê que a cuca vem pegar para ele... Juro, é sério!)

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Nasceu a Marta!

Meninas, há alguns anos acompanho o blog da Susana Pina. A Susana escreve lá de Portugal e nos conta a sua trajetória em um blog muito interessante, cheio de luta e esperança.

Sua história é muito linda, de uma garra e uma determinação impressionantes! Um exemplo para todas as pessoas, não só as que almejam um filho.

Ela tentou engravidar por 21 anos e fez acho que 20 tratamentos, ao longo desses anos.

E bem, neste ano ela recebeu seu positivo, celebrou e compartilhou conosco cada semana de sua gravidez, sempre acompanhando de perto o crescimento de sua linda menina. Ela perdeu duas meninas gêmeas em uma gestação passada, então teve que fazer repouso e monitorar de perto a gravidez...

E bem, fiquei muito emocionada essa semana ao ler o post dela contando o nascimento da Marta, o bebê mais amado e aguardado que já nasceu, o bebê que ela esperava a chegada nas ultimas duas décadas! Como deve ser uma pessoa especial a Marta, por ter tamanho privilégio, não?

Como fiquei animada, me entusiasmei, pensei que gostaria de ter um décimo da perseverança dela, pois ela nunca, nunca pensou em desistir! E então, olhem só, ela conseguiu!

A Marta veio ao mundo saudável e grande, e a mamãe Susana está agora já amamentando a filhinha.

Queria dedicar esse post a essa grande guerreira, creio que a maior que já conheci, que nunca desistiu, lutou com toda sua força, com todas as suas armas, perseverou, acreditou e conseguiu finalmente realizar seu sonho!

Querida Susana, parabéns, que Deus abençoe sua família e que a Marta traga com ela muita luz, muito amor, que o caminho dela neste mundo seja sempre iluminado, abençoado, cheio de amor e de grandes realizações, e que ela herde da mãe a determinação, coragem, força e otimismo!


Visitem o blog dela, vale a pena conhecer:
http://sonhoterumfilho.blogs.sapo.pt/

Beijos e ótima semana!

Pílulas do Frei Galvão

Meninas, desculpem pelo sumiço, foi uma mistura de excesso de trabalho (muito, muuuuito trabalho mesmo!) e vicio total no joguinho Alan Wake! Chego em casa e corro jogar! É super-legal! É sobre um escritor de horror que começa a encontrar paginas de um livro que ele escreveu e que começam a acontecer na vida real. Estou quase no fim do jogo já!!! Hehehe
Mas não é por isso que passei correndo aqui...

Minha prima me deu de presente uma novena com as pílulas do Frei Galvão!
Meninas, não tenho religião, mas quem sabe não é assim que meu filho vem?
É uma novena e vem 3 minúsculas orações enroladinhas em formato de pequenas pílulas (são papeizinhos mesmo, do tamanho de pílulas de homeopatia, sabem?) e vc toma no inicio, no meio e no fim da novena. Oba! Já comecei!
Pena que ganhei algumas só, senão eu distribuía :-(

No mais, a dieta está terrível, mas recomecei ontem de novo... Afff... Só faz 20 anos que faço dieta... acho que enjoei já...

No mais, tudo na mesma...

Ainda estou procurando um passeio bom, bonito e barato para o réveillon. Cancun já não vai dar mais, as cotações estão muuuuito caras...

Mil beijos e ótima semana!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Reunião do grupo de adoção

Olá pessoas!
Correndo muito, então sumi um pouquinho...
Hoje fui a uma reunião do grupo de apoio à adoção. Foi muito gostoso!
A minha palestra no fórum foi cancelada, ficou para novembro. Mas a palestra do fórum é obrigatória e esse grupo (GAA) vc vai apenas se desejar e quando tiver interesse. E estava ensaiando para ir nesse grupo faz tempo, tinha ido uma vez, tinha gostado bastante, mas nunca mais fui. E no fim, hoje às 5 da tarde uma amiga me convidou e eu topei, e fomos.
Não tinha tema, foi uma conversa aberta entre todos que estavam lá. Uma pessoa adotou 2 bebês antes da nova lei, o restante todo entrou depois da nova lei. Eu e um casal estamos na fila há dois anos, desde que a nova lei entrou. Uma moça está na fila há um ano. Uma está na fila há três anos, adotou um menino de 8 anos há dois anos (um menino maravilhoso) e uma pessoa que ainda não entrou na fila.
É muito interessante e gostoso pois você encontra um ambiente em que todas as pessoas que estão ali são iguais a vc, querem a mesma coisa, buscam soluções e compartilham experiências.

Bom, foi ótimo ouvir alguns relatos, como de experiências sobre como essas mães encontraram seus filhos, e em um deles fiquei até emocionada (em que o marido recebeu a foto do bebê e disse: vamos lá buscar, é esse o nosso filho!) E sobre como a criança perguntou se mamou, de onde veio, etc. Que é melhor dizer para a criança que ela nasceu de outra mulher (não mãe) e que foi dada porque a mulher não podia cuidar,etc., não falar exatamente que a criança é filha do coração para a criança pequena, pois ela não entende o que quer dizer isso (uma falou que tem crianças que perguntam: mas como mãe? Por que seu coração cresceu igual barriga? Hehehe), enfim, gostei muito e quero voltar.
Essas pessoas fazem um trabalho incrível nas GAAs (grupo de apoio a adoção), são pessoas que poderiam estar em suas casas e dispõe de seu tempo para compartilhar, trocar experiências, incentivar, etc.
Se vocês pensam em adotar, procurem o grupo de apoio à adoção de sua cidade. Lá vc tira duvidas, derruba mitos, espanta fantasmas... Vale a pena!

***

No mais, seguindo os passos de voltar a viver, apesar de filhos, e nada a ver, mas...compramos um XBox!

Povo, eu sei que não temos mais idade para isso, mas adoramos videogame, temos play2, Wii, iPhone e iPad, além de um monte de joguinhos para PC (e não temos as coisas de casa legais como máquina de lavar louça, secadora de roupas, temos uma lavadora meia-boca, panelas velhas, meu sofá tá um crap, a Queen estragou o encosto de tanto pular lá para espiar pela janela, etc.), como vcs podem ver, priorizamos o que é importante! Hehehe

Eu gosto de jogos de terror, tipo Silent Hill e meu marido gosta de jogos de carros, Guitar Hero, etc. Aí chegou a hora de darmos um up nos jogos (rsrs) e então, há alguns dias o marido começou:
- o que vc prefere, Xbox ou Play3?
- play3
E ele começava a me explicar que o Xbox tem kinect e está mais barato e tals, e tem isso e aquilo.
No outro dia, a mesma coisa:
- o que vc prefere, Xbox ou Play3?
- play3
E ele começava a me explicar que o Xbox tem kinect e está mais barato e tals, e tem isso e aquilo.
E no outro e no outro... e no outro... Aí domingo ele perguntou:
- o que vc prefere, Xbox ou Play3? E eu, listo:
- Xbox!
E ele surpreso:
- por que?
- ué, porque é a resposta certa, não é?
Hehehe lerdinha eu, né?

Enfim, era o que ele queria e para mim tanto fazia no fim, eu queria por causa do Silent hill, mas já joguei todos e terminei todos no play2, então, compramos o Xbox.

Muito legal! Agora preciso comprar joguinhos! Ouvi falar de um que é Alan Wake, que é parecido com Silent Hill e é bem legal! Oba! Já joguei o demo do Dante's inferno, mas eu morro pacas (e fico com dor na mão) então, preciso de um jogo mais lentinho, com puzzles, de terror... Hehehe

No mais tudo na mesma!

Bibi, ainda quero saber de Cancun, mas já vi que não vai dar para irmos, o pessoal das agências não está passando nem cotações, acho que já não tem mais... Sei lá. Vamos ver o que vai ter... Eu conto para vcs!

Bjs!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

A vida sem filhos


Olá, pessoas,
Sem novidades boas, só algumas considerações...
Estamos, o marido e eu, enjoando dessa história de filhos que não vêm nunca...
Conversamos, queremos fazer outras coisas, ter outros planos, viajar no réveillon e queremos ir para Europa ano que vem...
Então, mudamos um pouco os planos:
A nossa última tentativa será no ano que vem. Não estamos mais pensando em mais duas tentativas antes de pôr uma pedra sobre o assunto. Só mais uma. Será a última.
Sabem, sei que a trajetória não é tão grande quanto de tantas outras pessoas, mas é um assunto que já está nos cansando, esgotando financeira e psicologicamente. Foram 3 anos de tentativas mensais, tabelinhas, expectativas e decepções com os red days. Foram choros mensais, centenas de promessas, orações, esperança, revolta, etc.
Depois veio o diagnóstico de que os homenzinhos do marido não tinham como gerar uma criança naturalmente e partimos para os tratamentos. Uma ICSI em fevereiro, outra em abril do mesmo ano, as duas com resultados negativos.
Depois, enquanto consultamos mais uma dezena de médicos, fizemos mais um calhamaço de exames e nos recuperávamos do desfalque financeiro e do esgotamento emocional, resolvemos tentar a adoção. Dois anos depois do último tratamento, entramos para a fila de adoção. Veio a nova lei quase que no mesmo mês que entramos na fila. Passaram-se 2 anos, tentamos adotar uma bebezinha e descobrimos que adoção virou artigo raro com a nova lei (vi uma reportagem essa semana que a nova lei reduziu em até 85% as adoções no país), descobrimos também que a fila não andou praticamente nada por aqui, então, entre praticamente zero expectativa de me chamarem na minha cidade, zero chances de adotar em outra cidade e trazer para cá (o fórum daqui já deixou claro que tira a criança) bem, recebemos ótimas indicações do Dr. Karam e resolvemos tentar de novo. Tentamos esse ano. Realmente gostamos muito dele, da equipe e da maravilhosa clinica em Curitiba.
Então, viajamos 500 km e tentamos mais uma ICSI, desta vez Super-ICSI: Negativo de novo.
Ao todo, nos três tratamentos, foram 10 embriões transferidos. 6 de qualidade excelente.
Então por que nenhum implantou?

Já são 7 anos desde que parei de tomar pílula e resolvemos deixar acontecer...
Enfim.

Decidimos que a próxima tentativa será a última. Como a Ane disse, precisamos aprender a enxergar os sinais.
Faremos em Curitiba de novo, pois realmente gostamos muito do tratamento, creio que em Janeiro. Se não der, vamos gastar esse dinheiro das FIVs viajando pelo mundo!

Meninas, já não me sinto triste quando minhas amigas ficam gravidas, nem quando vejo bebês por aí. Já faz um bom tempo. É como se isso não fosse comigo. Enfim, acho que estou começando a viver o que a Cláudia Colucci passou a sentir. Talvez por isso tenha achado o post dela tão tocante.

O ninho vazio já não incomoda tanto. Já não é considerado vazio. É minha casa, minha familia, mesmo que sem crianças. Tenho meu super-companheiro, que esteve em minha vida desde que eu tinha 15 anos. Já são 20 anos de história conjunta...

Ah, sim eu gostaria de dar um neto para minha mãe, queria ter alguém para contar a história de nossa família, queria um dia poder amenizar de alguma forma a dor da partida do meu irmão e ter a expectativa de vida dentro de nossas casas de novo. Queria ter uma criança para aprender as coisas simples de novo, aprender a amar sem limites, a viver pensando mais em outra pessoa do que em si mesmo. Brincar de novo no chão, pensar coisas simples e bonitas da vida como sobre as árvores de um parque, olhar uma coruja, ver as estrelas ou as minhocas no quintal...
Mas não aconteceu. E tenho que estar certa de que talvez nunca aconteça.

Então, vamos tentar de novo, mas vamos colocar a nossa vida nos trilhos, pois tudo que podíamos fazer fizemos e não dá para continuar mais sete anos assim...

(Até que eu fiz bastante se pensar em tudo isso aí, não?)

Afinal, tudo está bem, estamos com saúde, ainda temos empregos que nos permitem viajar e bom, ainda podemos viver, aproveitar os pais que ainda estão com saúde e ao nosso lado, sair mais, beber mais (yeahh!), ir a mais shows, sair mais com os amigos...

Vamos viajar no reveillon (Cancun ou um Cruzeiro), fazer a FIV em janeiro, e definitivamente vamos para Europa entre Julho e Setembro do ano que vem.

E o filho? Bom, o filho definitivamente não está em nossas mãos.

Eu não desisti e ainda acho que essa pode ser a tentativa que vai nos dar nosso filho. Mas está na hora de pensarmos em nós um pouco...

Então, se der certo, essa será nossa nova vida (filhos, fraldas, choro, etc.), se não der, vamos começar a aproveitar a velha.

Beijos e ótimo final de semana!


***

Ahh, ganhei um Oscar Projeto Bebê da Tati, mas não consegui colocar aqui, meu micro está uma eca...
Tati, obrigada linda! Que seu Projeto venha logo!

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Lição de vida

Meninas, em homenagem ao Steve Jobs, coloquei aqui o link do discurso que ele fez na formatura de uma turma de Stanford.
Antes de vocês falarem: putz, Dalila, mega chatice ver discurso no youtubiu, saibam que eu sou mega sem paciência para mensagens alto-astral, odeio auto-ajuda, alem de ser a primeira a apagar mensagens do PowerPoint sem ler (pois é people, sou mais para Funérea do Infortunio que Poliana dançando Glee), mas o Steve Jobs é foi um exemplo de vida, luta, inteligência, persistência, competência (noooossa! Mega-puxa-saquice! Hehehe). E nunca tinha visto esse video e sabem, esse vale a pena. Muita coisa pode nos ajudar nessa nossa luta, nos nossos medos e angustias. Gostei muito.
Believe me.
Ele era filho adotivo, nunca concluiu a faculdade, iniciou uma empresa na garagem de casa e em 10 anos a empresa valia mais de 2 bilhões...
Sim, essa é uma história que merece ser contada:



http://www.youtube.com/watch?v=66f2yP7ehDs&feature=youtube_gdata_player

Me falem o que acharam, ok?
Bom fim de semana!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Selinho!

Meninas, desculpem pela correria, mal está dando tempo de fazer as visitinhas... Hora extra todo dia, um monte de eventos para organizar, um monte de gringo para receber... Tá punk.

Mas eu ganhei um selinho da Vivi!!!
Obrigada Vivi! Adorei!


http://2.bp.blogspot.com/-6OClDasQDzE/TousSlRt4bI/AAAAAAAAAL8/WwenmLXUdIg/s1600/selinho.png


Regrinhas do selinho:
1ª Repassar o selo para 15 pessoas e avisá-las (15 pessoas?! Ichi...)
2ª Responder as Perguntas:

Nome: Dalila

Uma Música: Going to California

(Vivi! Queira copiar suas respostas! Hehehe - tudo igual... Mas vou tentar ser original, vai...)
 
10 Coisas sobre mim:
1-Minha família é a coisa mais importante na minha vida!
2-No creo em brujas, no creo.. Pero que las hay, las hay!
3-Odeio injustiça, queria vestir máscara e capa e salvar o mundo!
4-Adoro trabalhar
5-Sou cinéfila, adoro filmes de suspense, filmes sobrenaturais, filmes de heróis, etc.
6-I love rock'n roll very much! E ultimamente adoro Heavy Metal também!
7-Sou meio menino: gosto de videogame (de terror, please!), shows de rock, coisas nerd, detesto cor de rosa (vivo de preto), amo HQs, odeio comédias românticas, odeio revistas femininas, etc.
8-Perdoo fácil e gosto de todo mundo.
9-Tenho um marido que é demais, pais maravilhosos, dois cachorros babões e um irmão maravilhoso, do qual tenho saudade todos os dias de minha vida. E mais uma família grande de tias, primas, primos... Que amo de montão!
10-Sou amiga de verdade, pode contar comigo! Gosto de todo mundo. Só odeio fofoca.

Humor: Sou na boa, melhorei bastante. Mas às vezes perco a paciência mesmo...

Cores Favoritas: Preto, lilás, roxo.

Um seriado: Dexter

Frase ou Palavra mais dita por você: perguntei para o marido e a resposta foi: Emagrecer! Hehehe

O que achou do selo: amei! Obrigada Girl!

Minhas indicações:

Val
Cláudia
Lene
Ane
Bibi (já foi?)
Tais! Se o Miguel ainda não nasceu!
Susana Pina - o selinho vai atravessar o oceano!


Queria indicar mais... Mas tô mó cum sono... Sorry... Voummmmhl dmurrmiiimmm . . .

Muitas coisas...

Nossa, muitas coisas desconexas para falar hoje!

Ontem entrei no blog da Claudia Colucci e descobri que depois de 10 anos, 3 FIVs, dois abortos, dois ou três livros publicados e inúmeros posts muito úteis, muitas colocações pessoais as lutas, frustrações e afins, ela desistiu de ser mãe. Acabou. Passou. Ficou na estrada. E que ela vai seguir a vida dela, que é muito boa.
Achei isso muito bonito. Cada um tem um tempo, um sonho e uma forma de ver a vida, e lendo isso, pensei que gostaria que isso pudesse vir para mim da mesma forma: simples, calma, definitiva. Sem mágoas ou arrependimentos. Sem a sensação de ainda não ter terminado o assunto...

E também me fez pensar em outra coisa: nossa vida é muito boa. Temos nossos companheiros sempre conosco, temos nossa família, nossas carreiras, nossas vidas pessoais, nossos passeios, nossas viagens, projetos... E bem, parece que nos esquecemos de tudo isso enquanto estamos na busca do filho e todas as coisas boas acabam ofuscadas pela decepção pós red days, pós tratamentos, no meio desse monte de exames, etc.

Precisamos enxergar o caminho, pois o objetivo não tem sentido se não vivermos nossa vids até atingi-lo. E também precisamos saber que pode ser que o objetivo nunca chegue. Então, tudo o que caminhamos não pode ter sido deixado para segundo plano.

Enquanto não tenho a força e coragem dela, fica meu pensamento de hoje: agradeça pelo o que vc tem e curta cada minuto de sua vida. Já. Não espere tudo dar certo. Muita coisa já deu, não é?
***

Também vi hoje o post da Tais, que é o oposto... Tudo valeu a pena, todos os tratamentos, todas as lágrimas, toda a expectativa, todas as 5 FIVs, pois agora ela tem o Junior nos braços e o Miguel na barriga, quase vindo ao mundo...
e tem a Susana, nossa maior guerreira, que não é brasileira, mas não desistiu nunca! E a Marta vem aí!

***

E também vi na net o bebê chamado Facebookson, que me deu váaaarias idéias de nomes para meus filhos: Outlookson, Powerpointson, Orkutson... Ou as filhas: Orkutelly, twitterlly, Angrybirdelly... Qual vcs preferem?

***

E bem, e nada a ver com o assunto, mas hoje o mundo perdeu uma mente brilhante e singular: Steve Jobs. Difícil encontrar nos dias atuais alguém com capacidade de enxergar além do comum e criar blockbusters apenas redesenhando o que sempre existiu... Fiquei fã de carteirinha da Apple, pois quem tem um equipamento, compra todos... E meu iPad é sem dúvida a melhor compra que eu já fiz!
Obrigada Steve, por ter deixado nosso mundo muito mais interessante e inteligente!
Muita paz e luz!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A Dieta!!!

Meninas! Esqueci que prometi a dieta! Hoje preparei maior argumento e estava pensando sobre uma decisão muito interessante que uma pessoa tomou e zás, eis que me lembram que não postei sobre a dieta ainda!

Sorry, aí vai:

Ela preparou um cardápio totalmente sem carne (sou vegetariana) e sem leite (não sou vegana não, amo leite mas me faz muuuuitoooo mal) com coisas doces (iogurte, granola, aveia, etc.) e lanches... gente, ficou delicioso! Fiz ontem na boa e hoje de novo e sabem, estou comendo tanto que estou até duvidando que vou emagrecer... Portanto, esperem as pelancas começarem a pedir arrego por aqui, ou tentem aí por sua conta e risco... Hehehe
Vou escrever o que eu comi ontem, pode ser? A dieta é muito comprida, vou postando aos poucos, ok?

Café da manhã:
Leite Ades com café solúvel, adoçante e uma colherinha de linhaça (parece ruim mais é bom, juro)
10h
Uma barrinha de alpiste, opa, de gergelim e suco de soja (é, esse foi ruim mesmo. Comprei uma barrinha que acho que era prá periquito comer... Eca)
Almoço:
2 col arroz, 3 feijão, saladas, legumes e ervilhas = um prato cheio e colorido
15h
2 bolachas levíssimo com café
18h
Lanche com 2 fatias de pão integral
1 fatia de queijo branco
Tomate, orégano, pimenta do reino e um fio de azeite
(hummm, ficou uma delicia!)
1 suco de soja de maçã (eca! Leite de soja eu só gosto natural, do Ades e com café hehehe)
20h
Meio pote de iogurte natural
Um pouco de leite Ades
2 colheres de granola (hummm foi uma delicia tambem!)

22h (pois sou insone ela me deu ceia...)
1 fátia de pão integral
1 colherinha de margarina light

Gostaram?

Não passei fome, gostei de tudo que eu podia comer (até uva passa eu vou poder comer!) não senti que tava de dieta! Espero que eu emagreça...

Eu só estou fazendo um negócio errado: ela colocou gergelim ou linhaça em quase todas as refeições e eu não estou colocando. Também não comi nenhuma fruta ontem, tá errado. Comi a barrinha de alpiste, mas era para ter comido fruta ou polenguinho...

Esse negócio de Reeducação Alimentar (ou RA na sigla das tentantes a emagrecer, hehehe - nós temos outras: FIV, IAA, TEC...) nunca funcionou comigo... esse negocio de cortar docinhos e segurar a boca não virava mesmo. Sempre foi na base de passar muita fome ou tomar boleta para emagrecer. E bom, passei muita fome e tomei muita boleta nos últimos 20 anos...

Gente, se isso funcionar va quebrar uma maldição que dura mais de 20 anos de engorda-emagrace, e faz simpatia, e dieta da lua, da sopa, da vagem, do melão, do atkins, de beverly hills, de belford roxo... Puxa, desta vez estou pagando para ver!

Se eu emagrecer com ela e engravidar com o Dr. Karam juro que dou um presente para cada um, pois eles irão resolver os maiores tormentos dessa minha existência!

Já pensou?

2012 vai ser demais! (pena que o mundo vai acabar!)

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Adoção - parte dois

Hoje recebi umas indicações que compartilho com vocês, mas gostariam que soubessem que não me certifiquei, não liguei em nenhuma comarca e não sei se é realmente possível ou não, mas para aqueles que estão na fila, segue a dica:

Algumas cidades dos Estados do norte e nordeste do Brasil tem mais agilidade e aceitam o cadastro daqueles que estão já inscritos na fila. Alguns Estados citados como exemplo foram Amapá, Acre, Alagoas, etc. Nesses casos, o certo é procurar pelo telefone das comarcas de cidades pequenas e verificar se podem se inscrever. Isso em alguns lugares é possível pela falta de abrigos e alta mortalidade infantil, então eles tentam agilizar o máximo possível.

Se der certo, me avisem, por favor. Se eu tiver que apagar esse post por que o FBI vai descer de helicóptero na minha casa e me levar para o Uzebesquistão por eu ter falado coisas contra a lei, me falem também, por favor.
Se eu sumir, estou no Uzebesquistão, por favor mande um comboio lá...
Hehehe
Serio, se der certo, me escrevam, please.

***

Pessoas, o tom do ultimo post foi meio desesperançoso e não gostaria que as meninas que estão na fila ficassem desanimadas.

Cada comarca age de uma forma e a agilidade da fila muda de cidade para cidade. Tem uma cidade do interior de SP que visitei e que a fila anda maravilhosamente bem. Pena que não podemos nos cadastrar lá, só os moradores da cidade... Deve ser assim em vários outros lugares...

No mais, aceito receber casos de sucesso e destruir todas as minhas teorias, que farei de bom grado e espirito realizado. O que vcs tiverem de historias que detonem essa minha visão, serão publicadas, com certeza,com sorrisinhos nas laterais e estrelinhas de boa sorte.

Aguardo casos de sucesso, locais, dicas e opiniões contrárias às do meu último post, please. Só não me xinguem muito que fico triste, tá bom?

***

No mais, comecei hoje a reeducação alimentar da nutricionista!
Até agora, estou amando! Depois eu conto para vocês!
Bjs e até

Adoção

Sobre a bebezinha no abrigo:

Nos apegamos muito a ela, fomos visitá-la por mais ou menos 3 meses, vimos ela aprender a sorrir, a reconhecer as pessoas, etc. Começou com algumas visitas, virou uma possibilidade, dai uma espectativa, uma esperança e no fim decidimos meter as caras.

Entre idas, vindas, visitas ao fórum e consulta a alguns advogados (um advogado me falou que desde a nova lei, ele, que era especialista em adoção, não conseguiu absolutamente nenhuma adoção), agora, pela nova lei, a criança precisa ficar com a família e só em casos raríssimos (abusos severos ou sexuais recorrentes) ela é realmente destituída (isso me falaram no fórum).

Então, em geral, os bebês não são mais entregues para adoção.

Essa é a realidade dessa nova lei. Ou você adota crianças acima de 8 anos, que já foram e voltaram da casa da família um milhão de vezes, ou você espera o fórum fazer todo esse trâmite e depois de meses, não ter ninguém mesmo para ficar com a criança e te ligar.

Não adianta ir nos abrigos, a não ser que você queira realmente a adoção tardia. Os pequenos (todos) quer estão lá, estão num limbo administrativo e burocrático esperando a justiça se lembrar deles. Se você souber de algum abrigo com bebês e que há possibilidade de adoção, me avisem, por favor.

Como os bebês não pararam de nascer e ser doados (ou jogados na lata do lixo, como está ocorrendo cada vez mais - e tenho minha teoria sobre isso), muitos adotam 'à brasileira', em que o marido da pretendente diz que o bebê é dele, e assim pede a guarda. Não julgo absolutamente quem faz isso, mas não tenho coragem de fazer isso.

Bem, não consegui escrever sobre a bebezinha no fim. Ainda é sensível demais para mim. Realmente fiquei gostando muito dela, enxerguei ela como minha filha mesmo, estava planejando colocar o berço no nosso quarto...enfim...isso já foi há vá vários meses e ainda não dá para falar não. Só posso falar que tentei fazer o negócio legalmente e obvio que não virou.
Esse negócio de adoção me irrita demais, pois é um negócio embrulhado em celofane e desenhado em cima de uma realidade suíça, em que a prioridade é a bela entrega para a familia - a mesma família que abandonou, maltratou, que mora na favela, com outros 8 filhos dormindo no chão, sem escola, saúde, com mortalidade infantil alta, cujos filhos estão aos 5 anos estão nos semáforos pedindo esmolas, aos 12 estão perdidos no crack ou, no caso das meninas, parindo o primeiro filho.

Mas na bela letra da lei, alguns conselhos servem para resolver tudo e converter a realidade e as mulheres conseguem criar suas dezenas de filhos e parir mais um por ano. Não podem mais entregar no hospital (o famoso intuito personae - extinto com essa nova lei, mas que permitiu que praticamente todos que conhecemos adotassem seus filhos recém-nascidos e os criassem como filhos mesmo, sem problemas, dramas, etc.), têm que falar com a justiça, o fórum, fazer aconselhamento e procurar um parente para ficar com a criança...(muitas dessas mães não querem ser descobertas, pois ou o pai é casado, ou não é o companheiro dela, ou é adolescente, enfim, então um impasse aparece). Antes, bastava entregar para alguém na maternidade. Desculpem-me aqueles inspirados na lei, mas o negócio funcionava assim e muito bem, obrigada. Temos centenas de exemplos para usar.

Antes era possível efetuar o cadastro em inúmeras cidades, e assim encurtar a espera. Com a nova lei, isso não é mais permitido, com a idéia do cadastro nacional. Na prática, cada um só pode estar na fila de sua cidade. As crianças só vão para o cadastro nacional quando ninguém quis ficar com elas, o que significa que são em geral crianças bem maiores (adolescentes ou pré-adolescentes) ou com problemas de saúde graves, o que demanda preparação especial dos pais.

A onda da vez é dizer que só existem crianças maiores para adotar, e aqueles que não as desejam, não são dignos de estar na fila. De novo, a única coisa que ouço na mídia e leio na net é que os pretendentes são preconceituosos e racistas, e por isso a fila não anda. Ninguem cita o excesso de burocracia, a falta de profissionais nos fóruns, a falta de estrutura na imensa maioria das comarcas das cidades pequenas e o tempo que passa até a destituicao. Nas minhas visitas a abrigos, conheci adolescentes que entraram nos abrigos aos 2 dias de vida e estão lá até agora, com 16 anos. Muitos entram muito pequenos e o abrigo torna-se a única família que eles conhecem.

Gente, não estou fazendo aqui uma propaganda contra a adoção tardia. Acho que quem tem a capacidade de receber crianças maiores, e estão preparados para abraçar tudo que elas passaram e que ainda tem na memória, tem mais é que adotar mesmo. Sou contra a propaganda e a massificação da idéia de que se a pessoa quer adotar, obrigatoriamente tem que adotar uma criança mais velha, pois é só o que tem, e se quiser tem que ser assim. Isso pode gerar muitas frsutrações para os dois (pais e filhos), trazer conflitos para os quais as pessoas não estavam preparadas e pior de tudo: fazer as pessoas adotaram por peso na consciência ou por caridade. Isso é a receita do desastre. Caridade, altruísmo, piedade não duram para sempre e não perduram quando os problemas do dia a dia baterem na porta: brigas com os outros filhos, conflitos pela rejeição, uso de drogas (pode acontecer com qualquer um - biológicos ou adotivos, mas se a base da adoção foi caridade, essa possibilidade vai acabar com as boas intenções), enfim, acho temerário achar que só dizer para as pessoas que a vida é bela, que as crianças são lindas e que é preconceito não adotar os adolescentes para resolver o problema dos abrigos.
O real problema dos abrigos está na falta de estrutura do Estado em querer de verdade resolver o problema do abandono e maus-tratos logo cedo, da obrigação de resolver com muita agilidade o processo de destituição e adoção de bebês (e parar de querer achar assistentes sociais para visitar todas as 16 tias de cada criança, como se tivéssemos dezenas desses profissionais em cada cidade), parar de devolver e devolver a criança para a família até ela crescer, fazer a destituicao realmente e não deixar as crianças crescendo nos abrigos sem definição, etc.

Outra coisa: as expectativas, sonhos e esperanças dos pais tem que ser considerados. Os pais só serão bons pais, pais de verdade, se realmente desejarem aquele filho como se fosse seu, sem diferença de um filho biológico. Não gosto da máxima de que só as criancas merecem famílias e que as famílias têm que existir só para lhes prover um lar. Somente pais capazes de sonhar com seus filhos, de recebê-los como em seus sonhos, serão bons pais. E então essa criança terá uma família. Isso implica em deixar os pretendentes sonharem com bebês, se for o caso, sem força-los a mudar completamente de opinião e adotar dois adolescentes. O mesmo vale para aqueles que colocam na ficha crianças maiores, e que recebem bebês. Muitos já passaram pela experiência da parentalidade e não tem o sonho de viver os primeiros meses ou anos. Mas, sabem, já ouvi falar de vários casais que colocaram na ficha crianças de 5, 6 anos e recebem bebês. E aqueles que estão na fila por bebês não os recebem...

Enfim. Adoção no Brasil é uma caixa-preta. Você não sabe sua posição na fila, não pode saber quais as criancas estão à disposição para adoção, não pode visitar abrigos, não tem a menor idéia do andamento da fila, nem das possibilidades legais de sua condição de pretendente.

Foi depois de conhecer tudo isso que resolvi voltar a fazer FIV, um projeto que já estava adormecido e quase esquecido. É o meu foco e minha esperança agora.

Já li sobre pessoas que adotaram e que não se conformam com o sofrimento que as pessoas se sujeitam em fazer FIV, sendo que tem tantas crianças abandonadas por aí. Foi isso que me fez entrar na fila. Mas tive o azar-mor de entrar na fila no exato mês em que a nova lei começou. Hoje, dois anos depois, sei que mesmo com as possibilidades de uma loteria, é infinitamente mais provável meu filho vir através de uma FIV do que através de uma ligação do fórum...

NOVA FIV: Em Janeiro estamos lá!

domingo, 2 de outubro de 2011

Domingo

Pessoal, ontem tentamos ir ao show do System of Down, mas nada deu certo (a comecar por querer comprar o convite na hora), enfim, voltamos para casa dizendo que somos dois poser de heavy metal e que estamos mais para assistir Glee. Aí paramos na Quinta do Marquês jantar, vestidos de preto, eu de camiseta do Iron Maiden (que meu irmão fez o desenho - lindo!), coturnos e o marido de camiseta do Rammstein. Fiz uma mega-maquiagem preta (que ficou bem legal!) e todo mundo arrumadinho para jantar lá ficou olhando para a nossa cara com cara de ué. O marido ficava falando grosso para mim: -ae, me passe já esse pudim de claras ae! E eu toda dark tomei uma taça de vinho branco. Coisa bonita.
Mas enfim, vou ver o show pela TV hoje e o marido me prometeu que vamos no Pearl Jam.
Noite totalmente Loser. Merecemos mesmo ver Glee.
(by the way: durante todos os dias da minha vida uso roupa social, salto alto, tenho luzes no cabelo e sou assistente executiva, então, super-formal. Meu marido trabalha de social, cabelos curtos e tals. Somos dois gordinhos formais e chatinhos, que tem mais cara de gostar de bossa nova. Mas gostamos de rock pesado e metal. O que é deveras estranho, mas gostamos mesmo. Por isso que é mega-estranho quando colocamos essas roupas para ir nesses shows! hehehe).
Olha eu no show do Rammstein:
Tirei umas fotos com a camiseta de ontem (mais legal) e eu posto aqui.

***

A dieta acabou de chegar, vou ver e posto aqui o que achei. Me assustei com quanto engordei, em tão pouco tempo. E não, não estava nem um pouco a fim de fazer dieta... mas não posso fazer isso, viro baleia muito rápido...
Quando fiz as FIVs em 2008,durante os tratamentos estava com 72. Alguns meses depois do fim do tto. eu fui para 78! Aconteceu agora de novo. Acho que os hormônios, mais a sensação de saco cheio depois do negativo, mais a ansiedade...
Eu estava em junho com 67 (sei porque foi o ultimo mês que estava vendo a bebezinha no abrigo (tenho fotos) e que a adoção que não deu certo (lógico), aí pedi para Deus que se não fosse para ficar com ela, que ele me desse um filho em Agosto. Bom, como vcs sabem, nem um nem outro aconteceram...).
Bem, então engordei 8 kilos (e não 7 como falei no último post) de junho para cá e isso é uma desgraça! Vou ter que fazer alguma coisa.

***

Vou fazer um outro post sobre adoção e sobre a bebezinha acima. Não gosto de falar nisso, pois a injustiça em geral me enrola as tripas e me faz ficar sem dormir por dias e dias. Não estou falando de não ter podido adotar essa bebezinha, estou falando dessa falácia dessa nova lei. Esse negócio de adoção no Brasil é absurdo, para não dizer coisa pior. Me incomoda demais, então para eu não passar os dias irritada, tento nem pensar muito no assunto.

É a mesma coisa que sinto quando vejo as leis idiotas no Brasil que condenam assassinos a 31 anos de prisão, em liberdadeeeee. Tenho vontade de falar na TV (e já falei, várias vezes, mas agora estou mais low profile e parei de brigar por justiça nesse circo aqui): O Brasil é o único país do mundo que condena criminosos a 30 anos de... liberdade. É colocar um rótulo de imbecil na testa de cada um de nós. E não, não se iludam, não podemos fazer nada.

Vou colocar o outro post mais tarde, contando o que aprendi e como foi esse processo de adoção, já mergulhada nessa nova lei.

Bjs