quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Resultado do exame

Vamos tirar o band-aid de uma vez:
Não-Reagente.

O que aconteceu com o bom, sólido e não esquisito "negativo"?
Não-reagente? WTF!

Bom, quero agradecer a todas as correntes positivas, orações, torcidas e por tanta e tanta gente que escreveu aqui, que me ligou e me deu muito suporte, palavras de carinho, conforto, mensagens positivas e por toda a torcida. Gostei de conhecer muitas pessoas novas e de saber que todas estamos no mesmo barco, de mãos dadas umas com as outras. Isso foi muito legal mesmo.
Tem muitas amigas que estão à distancia acompanhando o blog para saber como estão as coisas. Obrigada também, meninas.

Sem vocês todas tudo isso teria sido uma jornada árdua e solitária.

Mas enfim.

Meu marido me pediu para aguardar a chegada dele para abrirmos juntos. Peguei o exame às 15h e fiquei enrolando o dia todo com o exame fechado em cima da mesa. No fim, acabei dormindo umas 18h e às 19h30 ele me ligou dizendo que estava me esperando, para eu ir buscá-lo no ponto onde o ônibus o deixou. Fui de chinelo de quarto mesmo e nem o cabelo penteei. Ah, tem insulfilm para disfarçar.
No meio do caminho pensei: ah, que merda, vai dar negativo de novo...
Chegamos em casa e sentamos no sofá para abrirmos juntos.

"Não-reagente".

Não chorei, não falei nada. Tipo: o que eu esperava? Algo bom? Pirei? Realmente eu estava esperando algo bom acontecer? Sério mesmo? Sério? Mesmo? Eu devia estar louca.
Hora de ligar para a mãe, a sogra e as tias todas para dizer: não, não se iludam. Não consigo trazer boas notícias para ninguém. Desculpem.
Hora de pensar de novo: porra, vou gastar mais 12000 no fim do ano, de novo? Para dar nessa mesma coisa, sempre? E vou tirar esse $ de onde, exatamente?
Hora de pensar: adoção não funciona, fertilização não funciona... E agora?
(Tá bom, Dalila, é só uma tentativa... E como tal, tinha 40% de chances de sucesso. 60% de fracasso, lembra?)
Não vou dizer que não estou me sentindo rejeitada, triste, fracassada.
Rejeitada por não conseguir ser mãe, rejeitada por não receber uma vida em meu ventre, rejeitada pelos bebês, que não ficaram comigo. Rejeitada como mulher, que foi determinada a não conseguir cumprir um dos papéis inerentes a nossa espécie. Fracassada como ser humano, que não tem capacidade de criar seus próprios filhos.

E está me passando pelo cantinho da mente, mas não estou deixando tomar forma: sou mesmo pior que as mulheres que jogam seus filhos no rio? Ou os abandonam na lixeira? Devo ser, pois nem para conseguir segurar os embriões eu tenho condições... Ou seja, devo ser realmente um monstro.

Enfim.

Mas, meninas queridas, que me seguiram até aqui, não se preocupem comigo. Estou bem. Já faz muitos anos que eu chorava quando a vida me chifrava a barriga. Nem sempre consigo segurar o touro pelos chifres, mas já me acostumei com as chifradas. Elas ainda doem, mas não me surpreendem mais.


19 comentários:

Maria Livia disse...

Amiga, isso foi um negativo? Eu sinto muito. Não tem muito o que podemos falar neste momento, mas sabemos que apesar de a dor ser grande, encontramos força para continuar. Que Deus te dê força e te ilumine. Logo vc estará inteira novamente.Qq coisa, estou aqui. Um beijo no coração.

Dri disse...

Oi amiga, não desista, vc é uma lutadora e sei que na hora certa vai acontecer, apesar da dificuldade de entender qual é a hora certa, te admiro muito e estou aqui.
Bjs
Adriana / Bauru

Ane disse...

Merda..... sinto muito.... :-(

Se precisar desabafar conte comigo.... É só me escrever. Sinto muito mesmo....

Dalila disse...

Oi meninas, perdão, gravei enquanto estava escrevendo, nem sei o que estava publicado...
Mas foi negativo sim.
Obrigada pela força...
Agora saiu o post.
Perdão...
Bjs

Maria Livia disse...

Só havia aparecido um "O". Agora conseguir ler tudo. Sinto muito. Estava lendo e lembrando que conversei com a Ane sobre esses mesmos sentimentos, achando que devo ser uma pessoa horrível para não poder receber um bb em meu ventre, já que qq mulher embaixo de uma ponte, drogada consegue. Vejo que dividimos as mesmas frustrações e sentimentos. Tb me sinto fracassada por não conseguir fazer o que fui projetada para fazer. Afinal, pq menstruei minha vida toda? Amiga, só posso te dar meu ombro e dizer que vc não está sozinha. Um beijo grande.

Dalila disse...

Maria Lívia, ahhh, foi isso que apareceu? hehehe
Pois é... Tem mais um monte de coisas horríveis que ficamos pensando, mas que é melhor nem falar.
É frustrante, triste e revoltante ao mesmo tempo. Mulheres muito pobres, que não tem como alimentar a si mesmas, tem 15 filhos. Aí 7 morrem, tipo, sobram 8...
Como conseguem (e por que têm) 15 filhos? Mas essas crianças continuam nascendo para morrerem meses depois...
outras de drogam a gravidez inteira, depois jogam a criança numa lixeira... E continuam tendo filhos!
Outras tem filhos de monte para ajudar a pedir esmola nos semáforos... Outras tem filhos que são abusados, espancados e até mortos... Enfim, tem sentido?
Às vezes o único pensamento que me conforta é que nada tem mesmo nenhum sentido. Tudo é aleatório e desproposital. Então, se isso fosse verdade, eu não seria um ser humano tão horrível assim, só não tenho sorte. Talvez seja melhor pensar assim.
Mas hoje tá difícil não me sentir horrível.

Tati disse...

Dalila ,nada do que eu fale vai diminuir seu sofrimento.Mas vc é forte, nós somos fortes e juntas somos mais fortes ainda.Viva toda essa tristeza, chore o quanto vc achar que deve chorar...jogue tudo pra fora, depois vc se sentirá aliviada.Quero muito poder falar com vc , se quiser me passar seu tel,mande para
devoradora_de_livros@yahoo.com.br
Vc não está sozinha viu...confie na vontade de Deus.
Um grande beijo pra vc

Dalila disse...

Oi Tati, obrigada pelo apoio!
Vou te mandar meu tel. Amanhã ainda estou de ferias, me ligue se der, assim conversamos sobre tratamentos e afins...
Bjs!

Ju Silva disse...

Oi Dalila, sinto muito pelo seu negativo, é muito difícil aceitar que as coisas não termine como estamos desejando, mas as vezes nos esquecemos que o TEMPO DE DEUS é diferente do nosso.
Senti sua tristeza flor, queria muito te dar um abraço e poder te passar força nesse momento.
Confie em Deus, entregue a ele suas angústias, entregue a ele seu sonho, Deus faz milagres, mas todos em seu próprio tempo.
Fique bem tá! Vou orar por você!
Beijinhos

chaverdecomlimao disse...

Dá,
Enfim estamos no mesmo barco. Mesma situação, né?!?!?
Vamos as duas pra 4ª tentativa, né?!?!? Tudo igualzinho!
E quando der certo vamos comemorar juntas também. E espero que seja em preve!
Temos que ter força! Dessa vez eu me abalei menos do que na anterior. Talvez por já saber o que ia sentir, por não querer me iludir tanto... foi até mais fácil. Chorei muito menos.
E cada dia que passa a gente vai superando um pouco! Eu penso que tenho que planejar mais minha vida pensando em outras coisas: férias, viagem, cursos, etc. Não dá pra ficar muito na neura de engrvavidar, engravidar. por mais que a gente queira, e se nunca der certo? Temos que pensar em nós também!
Beijos e fique bem. E obrigada por tudo!

Té® disse...

"Há para todas as coisas, um tempo determinado por Deus.
Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar;
Tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar;
Tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora;
Tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar;
Tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz".

Dá, o que é para ser seu, será.

Fique com Deus!

Dalila disse...

Oi Ju, obrigada pelas palavras! O que assusta é o tempo escorrendo entre os dedos e indo embora... Logo estou com 40... Mas vamos em frente!

Bibi, também senti bem menos desta vez. Já entramos no barco sabendo onde pode dar. Bem, agora tente mesmo viajar, curtir outras coisas, passear, não há muito a fazer agora, só guardar $ para tentar de novo. E vamos fazer juntas de novo, vai ser legal.

Té, obrigada. É difícil não saber quando é o tempo certo e nem se vai haver um tempo certo... Mas vamos seguir em frente. Obrigada!

Su Rodrigues disse...

Dá, Jesus não disse que a vida seria fácil, mas que com certeza valeria a pena. Seu dia vai chegar. Tenha fé, força, amiga e não desista do seu sonnho. Lembra daquela frase: Só não consegue quem desiste? Respire fundo e bola pra frente. Normal todo esse sentimento de derrota, mas não desanime. De uma maneira ou de outra seu bebê vai vir. Ainda tenho minhas dúvidas sobre esse negativo... Anyway, estou aqui, conta comigo, tá?
Beijos,
Su

Lene disse...

Dalila, sweetheart... Não tem palavra, texto ou mensagem que expresse como eu fiquei triste com o seu negativo. Acho que basta dizer a você que eu sei exatamente como é sentir o que você está sentindo. Inclusive a sua revolta com o mundo... Também penso todos os dias como é que tem tanta mulher tendo 10 filhos sem nenhuma estrutura para criá-los e a gente só quer umzinho e nem isso conseguimos. Mas a vida é assim, baby. Mesmo à distância, conte comigo.

bjos

Dalila disse...

Oi Su, thanks! mas o negativo é mesmo negativo, minha menstruação já deu as caras hoje... sei que posso contar contigo e agradeço! bjs e fique em paz.

Lene, pois é, melhor nem pensar muito. Senão a gente desiste de tudo e vai viver no mato, cuidando de araras.
Hoje não estou nem um pouco triste. Estou puta da cara.
Enfim, vamos em frente.

Claudia Martins disse...

Sinto muito, tanto que me fez lembrar meu último negativo.
Dores enormes em seres que somente tem amor para dar....não é fácil de entender a vida.
Se precisar estarei por aqui.
Bjs.

Maruja disse...

Minha querida, estive de férias e só agora tive acesso à net. Fiquei super triste com o resultado negativo do seu tratamento. Bolas! Compreendo exactamente o que você sente, essa frustração sem limites a incompreensão face às incoerências aleatórias desta vida. Neste momento é difícil alcançar para além do desapontamento e pensar numa saída: nova tentativa de tratamento, adopção ou desistir de lutar. Como você sabe, já conto com 3 tratamentos e 5 anos de luta. Entre muitos avanços e recuos...estou pensando fazer um 4 tratamento. Você conhece a história da companheira de luta Susana Pina e ela me inspira a lutar um pouco mais...lutar mais uma vez...Você faça seu luto por este negativo e eu estarei deste lado do Atlântico dando o meu apoio no seu próximo passo, seja ele qual for.
Aceite um abraço super apertado e força...continuação de muita força!

Edi disse...

Amada, sinto pelo negativo, é muito difícil pois criamos tantas expectativas, nos enchemos de muita esperança e quando nos deparamos com este resultado é quase um luto né.

Conheci seu blog hoje, estou te seguindo e torcendo pelo seu positivo, que seu milagre esteja mais perto do que imagina...

Um Grande Beijo e Força!!

Dalila disse...

Oi Claudia, paciência... A vida é assim mesmo, né?

Maruja, que saudade! Pois é, estamos no mesmo barco de novo, no mesmo ponto... Eu também tento engravidar acho que há 6 anos e também lá se foram 3 tentativas...
Estou torcendo por ti também! Um dia isso vai dar certo!

Edi,
Obrigada pela visita e pela torcida! Pois é temos que ser mais pé no chão, afinal, nunca temos tudo o que queremos. Temos que saber esperar...

Beijos a todas que me confortaram e me deixaram tantas palavras de apoio e esperança, agradeço de coração por cada uma de vocês e por estarem aqui por perto.
Obrigada e saibam que estou torcendo muito para cada uma das tentantes, um dia realizaremos nosso sonho! E para as não-tentantes, obrigada pela força e carinho!