quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Oração da Serenidade

Bem pessoal, não sou uma pessoa muito religiosa, nem sou muito de orações ou preces, aliás, sou um bocado cética e uma tal lógica crua costuma me puxar para o chão toda a vez que começo a devanear para uns lados mais místicos, espirituais, sei lá...

Mas o fato é que esta semana estou pensando a semana toda na oração dos Alcólatras Anônimos (!), não por causa do álcool (que aliás, faz tempo q não sei o que é... isso que é chato da gente ficar velha: vinho me enjoa o estômago, cerveja empapuça e bebida com cheiro de álcool faz lembrar os porres da adolescência, portanto, a maior pedida ultimamente tem sido coca light), mas estive pensando na oração mesmo e não consegui completá-la. É uma oração q eu adoro e é uma pena que esteja associada ao AA. Quer dizer, nada contra, mas o negócio é que não dá para lembrar da oração sem as pessoas começarem a conjecturar se vc anda frequentando as reuniões do AA... rsrs

É mais ou menos o que aconteceu com aquela bonita música de natal (também não curto música de natal, mas dessa eu gostava, pois fala tanta coisa importante, tanta coisa que a gente começa a pensar no final do ano durante a nossa tradicional retrospectiva de coisas boas e ruins, as perdas, etc.), mas enfim, a música é: "Quero ver vc não chorar, não olhar para trás, nem se arrepender do que faz... quero ver o amor vencer, mas se a dor nascer, vc resistir e sorrir! Se vc pode ser assim, tão enorme assim eu vou crer: que o natal existe, que ninguém é triste, que no mundo há sempre amor..." que depois e mandá-la para toda minha lista de contatos desejando Merry Christmas, bem, eu descobri que virou o melô do sexo anal... rsrs e bem, se for ver bem... rsrs

Bom, mas vamos voltar a falar sério. Procurei na internet e descobri por fontes fidedignas que não foi o AA que criou a oração, mas que eles usam para que as pessoas recebam um incentivo. No fim, peguei a oração no site do A. A. (rsrs) e como já estava até com um fundo bonito, resolvi colocar aqui. O nome é Oração da Serenidade:



Quanta verdade em tão poucas palavras! Puxa vida, se tivéssemos essa serenidade para simplesmente aceitas as coisas que não podemos mudar, aceitar nossas perdas, nossas limitações... aceitar que a infertilidade é algo que temos que enfrentar, que talvez os bebês não venham por isso, mas que deveríamos ficar serenas para aceitar esse fato...


Mas talvez tenhamos que ter Coragem para tentar mudar isso, aceitar as outras alternativas (adoção, FIV, inseminação, sei lá), e bem, conseguir modificar isso, se puder ser modificado.


Mas de tudo, acho que o mais difícil mesmo é saber distinguir umas das outras... afinal, quais são as coisas que podemos mudar e quais devemos aceitar? Infertilidade é algo que devemos aceitar ou é algo que devemos tentar reverter para sempre?? Será que os quartos vazios e a ausência das festas de aniversário, dos sorrisoa e abraços de uma criança são coisas que devemos aceitar ou será que é algo pelo qual devemos ter coragem e lutar até o fim??


Será que a sabedoria vem com o tempo? Será que os resultados determinarão se esse assunto é algo a aceitar ou a mudar??


Bem, para pensar nessa semana, vamos fazer essa oração. E que possamos compreendê-la em nossas vidas...

2 comentários:

*Desejo de ser mãe* disse...

oi amiga...gosto muito desse pensamento...acho que é uma prece judaica né? ... bom em relação ao filme que vc perguntou ... não é infantil mas bem fantasioso.... tipo * a lenda * um filme antigo com o Ton Cruise...essas coisas que não acontecem no dia a dia....mas eu gostei... bjs

*Desejo de ser mãe* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.