domingo, 24 de junho de 2012

Deprê show

Pessoas, como estão?

Bom, eu estou aqui desanimada, cansada e mais gorda que nunca. Quando olho no espelho, tenho vergonha da pessoa que me tornei - gorda, com os cabelos cheios de brancos, com cara de lua (manchada) e corcova de camelo. E nenhuma, nenhuma vontade de consertar essas coisas. Tenho que esperar o tratamento, quando todas essas coisas vão piorar mais ainda... Mais manchas na cara (melasmas, aquelas manchas de gravidez, por que eu não tive as gravidezes, MAS as manchas??? Ahhh, essas eu tive!) mais kilos na balança, mais expectativa, mais esperança (ahh. essa. Essa. Maldita. Esperança.)

De novo estou esperando acontecer um treco que não controlo, não tenho poder sobre e não consigo saber o que vai dar...

Eu sei, deveria estar animada antes do tratamento, eu sei, eu sei...( Ahhh, sim, desta vez vai dar certo! Dessa vez vai dar.... )mas não estou... estou cansada. Queria resolver de uma vez, resolver e nunca mais voltar a pensar nisso. Vida suspensa de novo, de novo essa expectativa e de novo essa vontade de esquecer isso e só voltar a pensar nisso em 10 anos. Mas não posso. Toooo old. Too fucking old. Se esperar mais 10 anos, acabou. Aliás, se esperar mais 3 é Game Over. Então tem que ser agora.

Mas, de verdade, estou cansada e sem ânimo. E se der negativo DE NOVO? Aí vou ter que encarar o monstro no espelho pior do que ele já esteve em toda sua vida. E retomar o dia da marmota, o mesmo dia, forever and ever...

Afff.

Essa merda de adoção poderia resolver o impasse para mim, né? Assim, mágico. Com um telefonema. Sem medicamentos, sem mais kilos nessa corcunda gorda, sem mais expectativas. Mas desse meio eu já desisti. Ninguém vai me chamar. E se me chamar, vão me ligar talvez... Em 10 anos. Game Over. Again.

Cansada, pessoas. Cansada. Amanhã começo a tomar diet Shake no jantar, mesmo sabendo que só vou poder fazer isso por, no máximo, uns 20 dias.

Depois eu conto os próximos passos do tratamento, hoje estou sem ânimo...

***

Ok, chega de lamentos, vamos falar de uma coisa boa.

Conheci a Tati e vi o Kenji, que é o bebê mais lindo do mundo! Ele é fofo, e cabeludo e lindo! E meninas, não fiz o scrapbook que prometi que faria... Correria total, sorry...

Esse blog já me rendeu boas lembranças e a grata oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas, que se tornaram amigas do coração mesmo. Conheci a Ane, a Maria Lívia, a Renatita e agora a Tati. Que gratas oportunidades! Precisamos promover encontros das tentantes, assim podemos trocar figurinhas!

Quanto às outras que eu não conheci, tenho pessoas no coração para sempre, mesmo sem nunca ter dado um abraço, mas cujas historias me inspiraram, me ajudaram, me fizeram crescer, pensar, evoluir. Um abraço especial para a amiga Taís, para a Susana, para as meninas de Portugal que me acompanharam há alguns anos atrás e para as meninas de agora, que já estou em contato há um ano: Bibi, Val, Cláudia, Dinha, Lene, Tati, Tati Brum, Rose, Bruna, Anjinho... Enfim. Pessoas todas que me ajudaram muito....
(Caaaaaalmaaaa! isso não é um bilhete suicida, só estou escrevendo isso por que não encontrei todas! Take it easy!).

Enfim, mesmo quando não estamos a fim de escrever, esse treco de blog vale a pena por que conhecemos pessoas especiais, que passam pelas tristezas e expectativas dessa montanha russa da infertilidade juntas, e isso, seria impossível fora do mundo virtual. Aqui, fora da tela, todas as pessoas engravidam e são felizes para sempre, tem filhos quando querem, não tem a bunda gorda ou a cara do Rorschach (não que vcs tenham isso, só eu tenho isso). Aqui fora, é difícil encontrar alguém capaz de entender por que eu, estando à beira de iniciar um novo tratamento - com um médico que estou adorando, com ideias e iniciativas diferentes - estou me sentindo totalmente fracassada. Totalmente desanimada. Vcs entendem?

Enfim. Sorry. Deprê show mesmo hoje.

***

12 comentários:

Maria Maia disse...

oie!!!!!tô me sentindo assim também, e pra completar parece que todo mundo resolve engravidar rsrsrs, ! sei que chegará a nossa vez e tudo isso não será em vão, tenha coragem e força bjusssssssss...

Claudia Martins disse...

Quero te dizer que entendo perfeitamente esse turbilhão de pensamentos, vc bem sabe que passo por isso também, mas também sei que vc é uma pessoa adorável, e que esse é o momento, vamos lá amiga, o sol nasce para todos, e essas nuvens vão passar, pensamento positivo, tenho certeza que tem um batalhão de pessoas torcendo por vc, acredite!!!
Meu marido diz que na vida o não tá garantido, então porque não tentar?
E vc vai ser uma mãe linda,xôôô deprê.
Estou torcendo MUITOOOO por vc.
Te Adoro!!!!

Ah, gostei da ideia de promover encontros de tentantes...seria muito legal.
Vamos pensar nisso.
Bjs.

Feliz Futura Mamãe disse...

Oi Dalila! Kra, como eu te admiro! Sério mesmo! Pq não é nada fácil, chegar e se expor assim! Dizer exatamente o que sente, o que pensa! P/ isso, é preciso mta coragem. Momentos dificeis, vem a toda hora, em qualquer momento da vida. Um tio meu, vive dizendo que eles servem, p/ que possamos aproveitar ainda mais os bons momentos. Ele diz, que se não houvesse os momentos ruins, nunca saberiamos do valor do bom momento!
Tem um tempinho, que sigo te acompanhando, e que torço p/ vc!Estou junto com seu pensamento POSITIVO: Vai dar certo, e vai ser dessa vez!
Temos que pensar assim....Caso contrário, se não fosse desse jeito, do que adiantaria tentar?! Do que adiantaria viver esperando pelo amanhã?!?!? Por isso, sua Linda, sacode essa poeira, bota um sorriso no rosto, e vamos juntas, pensar pelo SEU POSITIVO que em breve vc estará contando aqui no seu cantinho!
Que Deus continue te abençoando!
Grande beijo!

Dinha disse...

Dalila,

Tb estou desanimada...
Mas bora se animar, vai!!
Quero encontrar vc tb!!!!!!!
Tb preciso emagrecer, voltei no vigilantes por sua causa!!!
Bora nos pontinhos!!!
Só quero te dizer o que vc já deve ter lido mil vezes torço mega por vc!
E sinta-se abraçada, um abraço de Felícia!
Unidas vamos vencer sim!
Beijocas

Renatita Pereira disse...

Dali querida....
Sei bem como vc está se sentindo...
Já me senti assim um montão de vezes...
Recomeçar o tratamento é um misto de esperança e medo...
Mas tente fazer a esperança ultrapassar os medos amiga!
Foi ótimo te conhecer... E temos que repetir...
Conte comigo sempre que precisar!
Um super beijão, Rê

Bruna disse...

Linda!!! Essa Bruna ai sou eu???? Morri de orgulho! Tenho vc no coração tbm!!! E qdo leio seus posts, acho que eu poderia me olhar no espelho e sentir as mesmas coisas que vc descreveu. Eu tbm queria poder achar uma saída e resolver. Algo que ate pudesse ser comprado. Mas realmente da um desanimo pagar caro, sofrer fisicamente e emocionalmente e sem saber no que vai dar! Ah se pudesse descer um anjo e falar "olha, nao faz mais isso..." ou então "vai ser dessa vez"... Mas nao!!! Ficamos presa num tempo que passa para todo mundo, menos para nós. Na verdade, o tempo vai passando e nós é ue ficamos com o sentimento de estar vendo o trem passar e nunca sobrar uma vaga para nos!
E eu queria te conhecer tbm!!!! Eu queria conhecer varias amigas tentantes que fiz por aqui. E se arranjarmos um encontro?!!!!!! Beijao e conte comigo sempre!!!

adoceespera disse...

Dali,
eu já me senti assim, mas eu acho que não tive coragem de expor... (#cagonaeu). Mas lendo o blog antigo, já escrevi tanta coisa revoltante pra mim, eu era muito rebelde, muito louca mesmo... arredia. Não sei como mudei. Não me diga que foi a maternidade, porque a maternidade não muda tanto assim... tenho fatos e histórias pra contar que não muda, quando a pessoa não quer.
Mas com certeza a parte de conhecer as pessoas, criar laços, se identificar, isso fica pra sempre com a gente. É muito bom! e assim também vemos que não somos só nós que passamos por esses maus tempos. Não somos "as escolhidas". Tem muito mais pessoas passando por isso do que a gente pensa.
Levo cada uma de vocês no coração e nunca esquecerei do que compartilhamos, das vezes que rimos, choramos, xingamos, sonhamos e vivemos! Vai se rpra sempre!
Beijos e boa semapa!

Anjinho disse...

coisa de louco e como entendemos.
mas, confesso q a minha maior frustação é ñ poder fazer nadaaaaaaaaaaa, pq ñ tenho granaaaaaaaaaaa, ódio total.
tdo bem q toda vez q aparece uma g´ravida eu penso: poxa! pq todo mudo engravida de graça e só eu q tenho q pagar? realmente só aki no blog agente entende q ñ é bem asssim.
Qnt a adoção, realmente ñ entendo pq os orfanatos estão hiperlotados e tantas pessoas como vcs estão com os corações abertos para ser mãe d coração ( o q ñ é o meu caso) e ainda assim ñ conseguem.
pq?
aff! é por isso q mta gente surta e compra seus bebÊs.......prontoalei.
amiga, depois vc nos conta qual o seu tipo de tratamento, passa a passo e tal, serve de fonte de pesquisas para nós.
e pense positivo, nossos pensamentos e palavras são fundamentais nos resultados.
bjus mil.

Dalila disse...

Pessoas! Obrigada pela força!
Pessoas! Eu fico desesperada quando alguém fala que eu sou corajosa! Quer dizer que falei o que não devia...
Vixe. Acho que eu deveria filtrar mais as desgraceiras que perambulam pelas idéias... Ok, I promise!
No mais, vida que segue.
Vou postar os livros e bobagens que andei lendo/vendo e vamos melhorar a deprê.
bjs e tks, vcs são o máximo!

Maria Livia disse...

Nossa, Da! Só a gente se entende mesmo. É muito dificil alguém que consiga alcançar o que é isso que sentimos. Não adianta nem tentar...tentei tanto e só me frustrei...Só aqui no blog, consegui encontrar todo o apoio que precisava, com pessoas que entendem a extensão dos sentimentos tão intensos que vivemos.
Que legal vc conhecer a Tati e o Kenji!
Esses momentos down existem mesmo, infelizmente! Mas vc é forte e amanhã estará melhor, amiga!!!
Um bjo gde!!!

Tati disse...

Querida Dalila.Vc é uma simpatia de pessoa. Gostei muito da sua visita viu?Te achei linda, não vi nada de gorda e nem reparei em mancha nenhuma.De verdade mesmo.Não são palavras só pra te deixar feliz.
Quero te ver de novo , gostei do nosso encontro.
Olha, sobre o tratamento , acho que vc está se sentindo desanimada talvez pra se proteger , porque se no dia do resultado a resposta for negativa, o tombo não será tão grande, vc não ficará tão decepcionada.É como se vc estivesse se preparando para o pior , para o inevitável.É normal , por tudo o que vc já passou.Mas é preciso acreditar que dará certo.É preciso ter energias e vibrações positivas.Pensamento positivo.Isso influência muito.
Menina, queria te escrever outras coisas, mas o Kenjinho acordou.Ele sente quando pego o pc e começa a resmungar...rs
Um grande beijo Da

Carla disse...

Ai, ai Dalila, tenho me sentido assim também, desleixada comigo mesma.
Essas tentativas e frustrações nos cansam e dão medo né?
Mas acho que temos que seguir enfrente não desistir e não desanimar e é aí que surgem essas amigas mais do que especiais, que passam ou já passaram por isso e sabem nos entender perfeitamente.

Essa ideia de promover encontro com as tentantes é genial. Pena que moro muito longe de todas vcs :(

Bjão