domingo, 9 de novembro de 2008

Menino ou menina


Meninas, sempre que pensei em ser mãe, me imaginei sendo mãe de meninos. Quando eu era adolescente, sempre sonhava com um menino de olhos e cabelos pretos que eu dizia: "espere! ainda não está na hora de vir para cá!!!" E nesta fase a gente morre de medo de engravidar, então, eu acho como eu demorei demais para começar a pensar nessa história de filhos, esse lindo menininho resolveu ir nascer em outro lar... sei lá.
De qualquer forma, sempre imaginei carregando um menininho, comprando roupas de menino e pensando em nomes de meninos. É lógico que ficaremos felizes com os bebês, independendemente do sexo que tiverem, mas tenho a impressão que todo mundo tem um jeito melhor com um dos dois, sei lá...

Ou eu penso em gêmeos. Meninos também!!! rsrs Mas eu amoooo gêmeos!

E vocês, o que pensam quando pensam em seus filhos?
bjs, e boa semana!

10 comentários:

Marcele Silveira disse...

Olá. Sempre passo para dar uma olhadinha no seu blog... Ainda não sou mãe e os planos para ter filhos será, ainda, para o ano que vem ou no próximo (ou seja, ainda nem tentei nada), mas o fato de ter um marido obstetra, que convive com o problema de infertilidade no consultório todos os dias, talvez me deixe curiosa em saber sobre o assunto. É é por isso que sempre passo por aqui e por vários outros blogs quando dá tempo.
Mas, enfim, voltando ao assunto do post, até o ano passado me imaginava sendo mãe de meninas, talvéz pelo fato de ter apenas uma irmã. Porém, em agosto de 2007 a prima do meu marido veio para minha cidade para fazer o parto com ele e, depois do parto, mãe e bebê ficaram conosco durante uma semana. Era um menininho fofo... E eu, totalmente sem jeito para a coisa, ajudava em tudo.
Fiquei doida com o molequinho e muito triste quando ele foi embora para a cidade dele, porém, desde então, me vejo sendo mãe de menino.
Enfim, acho que as referências fazem com que nosso imaginário trabalhe para um lado ou para outro, mas qualquer bebê, de qualquer sexo que vier, sempre será amado. Grande beijo!

Drikas disse...

Miguinha,
sempre que penso em bebes, penso em gemeos :) Mas tenho quase a certeza que o meu primeiro feijoca será um Francisco, vamos esperar para ver...

Bjokinhas,

Maruja disse...

Querida,
Eu acho que gostava de ter uma menina, mas sinto que irei ter um rapazinho :)
É uma coisa estranha. Desde sempre que senti isso.
Mas o desejo de ser mãe é tanto. Claro que na altura não me vou importar minimamente :)
Para casal infertil sei que estou a pedir muito...mas gostava de ter dois filhotes...e não faço questão que sejam gémeos...Hihihi...parece que é só ir às compras e escolher.
O que Deus me mandar ser abençoado...É só nisso que penso neste momento.

Tati disse...

Oi Dalila,
Para mim não importa se será menino ou menina. Sonho com uma menina para vesti-la como uma princesa e com muitos frufrus... Já o menino eu quero vesti-lo como um "homenzinho" e também com o uniforme dos times do coração do Papai (Avaí e Vasco). Também já penso em nomes tanto de menina como menino. Resumindo não tenho preferência, o que Deus me enviar será muito, muito desejado e AMADO!
Bjos,

Eu... disse...

Olá amiga

Eu penso sempre em menina, tanto eu como o meu marido, mas digo sempre, seja o que Deus quiser, é indiferente! Queremos mesmo é ter o nosso bebé, independentemente do sexo, acho que acabamos todas por pensar assim!

Um grande beijinho!
Cakuxa

Drikas disse...

"Não importa...
Não importa a natureza de um obstáculo; importa a determinação para superá-lo.
Não importa a dimensão do caminho a ser percorrido; mas sim a vontade sincera de percorrê-lo.
Não importa se a luta será solitária; o que importa é saber que a vitória depende acima de tudo de nossa vontade de alcançá-la.
Não importa se um sonho parecer utopia; o que importa é acreditar que sonhos, por mais fantásticos que possam ser, serão sempre o embrião das grandes realizações.
Não importa se for preciso recomeçar muitas vezes; o que importa é ter a coragem de nunca desistir, de crer que cada recomeço não representa uma derrota, mas sim a oportunidade que nos é dada para superar nossas próprias limitações."

Bjokinhas,

Adriana disse...

Oi Dali...
Hoje fui conhecer a filha de um colega de trabalho, detalhe..., foram dez anos de tentativa, todos os tratamentos possíveis, inclusive aquele da Fatima Bernardes, só não fizeram inseminação devido a incerteza da grávidez mesmo depois do alto custo, já não esperam mais e aí adivinha... a pequenina se chama Luana, linda e saudável...
Passei por aqui p/ lembrar que Deus tem um plano p/ cada uma de nós e que não devemos desistir jamais...
Para quem sonha, tudo é possível!!!
Bjs
Dri

Dalila disse...

Adriana, Que legal!!
quem sabe, quem sabe...
bjs

Vania San disse...

Eu tenho um menino e sonho com uma menina. Como vou adotar, acho que será negra e linda (porque a maioria das crianças para adoção são negras por aqui).

No futuro, daqui uns 10 anos quero engravidar, daí imagino outro menino (acho que para as mães os meninos são mais leais, menos competitivos, mais grudados).

Beijos e boa sorte!

As “letras” de uma vida. disse...

Oi miga eu quero ser mãe um dia!

Eu não tenho muita preferencia.

Mas meu marido quer ter uma menina.

mas quando Deus mer abençoa foi fica muito feliz sendo menino ou menina.

Um grande Bj.

Força e muito Suceso.

Vanda