quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Fertilização In Vitro


Well, hoje ouvi muitas novidades sobre a FIV, portanto, espero que este blog tenha algumas visitantes e que entre elas estejam algumas meninas que possam ajudar...

Bom, aí vamos: ouvi dizer que o custo é de aproximadamente 15.000,00, mas que as injeções e medicamentos ficam na casa dos 70.000,00. Também ouvi algumas histórias pavorosas de DNA que não coincide após o FIV, será verdade ou lenda urbana?


Alguém já fez? Quanto custou no final? Com quem fez??? Onde???




10 comentários:

Anônimo disse...

o tratemento geral com medicação é em torno de 12.000,00.

Anônimo disse...

Fiz a fertilização in vitro simplificada (agride menos o organismo) dia 16.10.10 com Dr. Karan em Curitiba paguei R$10.500,0 a medicação saiu R$2.500,00. Consegui 3 óvulos e deu 3 embriões. Transferi os 3, agora estou esperando o resulado. Site da clínica que fiz, lá tem valores www.centrodefertilidade.com.br Att. Cláudia Curtiba-PR

Dalila disse...

Olá Cláudia, agendei uma consulta com o Dr. Karan, me conte depois como foi!!

Vou torcer para seu tratamento dar positivo!!
bjs e obrigada!

Margô disse...

Olá

Estou iniciando o procedimento. Pagarei pelo tratamento mais medicação R$ 17.000,00 para duas tentativas. Estou muito esperançosa pelo resultado, pois ainda estou numa faixa etária boa (34) e não tenho qualquer problema de fertilidade (meu marido produz pouquíssimos espermatozóides, por isso não conseguimos).

Além disso, meu médico é conceituadíssimo (Dr Hilton Cardin de Maringá).

Torçam por mim, estou torcendo por vocês.

Beijos

Bia disse...

Margô, meu problema é igual ao teu. Podes me dar teus contatos? Me chamo Bia e meu msn/email é biasaan@hotmail.com ou biasaan@gmail.com
Aguardo!
BOA SORTE!!!

Bianca disse...

Flor, o tratamento custa em média 15 mil, mas também há chances de fazer sem custos: Pelo sistema público de saúde ou com doação de óvulos.

Dalila disse...

Oi meninas, escrevi esse post há muito tempo, antes das minhas 3 FIVs.
Meu problema é o mesmo da Bia e Margô, espero poder encontrá-las por aqui ainda...
Boa sorte a todas!

Dalila disse...

Vamos lá: como esse post voltou aqui (4 anos depois), pois foi um post popular na época, acho, então vou esclarecer algumas coisas:

Na época tinha ouvido os comentarios acima sobre a (então) famosíssima clinica do Dr. Roger, sobre os 70.000 e sobre a história dos embriões que nos exames de DNA não pertenciam aos pais. Bem, hoje, todos sabemos como a história terminou, com hoje o ex-papa da FIVs com mandato de prisão emitido.

Mas os boatos já corriam na época.

Então, esclarecendo para quem lê esse post hoje:

A FIV custa em média entre 12 e 17 mil, considerando os medicamentos e o procedimento.

Todos devem procurar clinicas renomadas e procurar por indicações de outras pessoas, pois é um tratamento delicado, sério e de alto custo, em que sua confiança no médico precisa ser muito grande, pois você estará colocando sua saúde e seu material genético nas mãos deste especialista.

Fiz 3 procedimentos de Fertilização e posso dizer que é um tratamento que podemos fazer sem grandes problemas, não tem grandes efeitos colaterais e que tem chances médias em torno de 40%.

Não tive sucesso nos 3 tratamentos, mas devo tentar de novo em breve.

Bruna disse...

Estou chegando agora... descobri recentemente que a única maneira de eu e meu marido termos um bebe será atraves de uma FIV. Temos os mesmos problemas que Bia, Margo e Dalila. Meu marido produz pouquissimos espermatozoides, na sua maioria lentos. Estou na fase do choque, em que nem decidi nada. Nao sei de nada. Recorri ao Google e vim parar aqui. Me acalma saber que existem mais casos (a gente sabe disso, mas acha que só a gente passa por isso!) e estou decidindo os proximos passos. Gostaria de agradecer a atitude de vcs. Devo criar um blog para mim. Mesmo que nao consiga muitos acessos, acho que me fará ao desabafar! Beijos e boa sorte a todas nós!

The Audioguide Blog disse...

Escrevo este relato pois acho que poderá, em alguma ocasião auxiliar a alguém que esteja confuso ou ansioso, como um dia eu e minha esposa estivemos.

Logo no início, quando pensamos em ter um filho, a primeira coisa que fizemos foi um grande check-up. O ginecologista de minha esposa detectou uma variação sensível em seu hormônio FSH. Diretamente, nos indicou 3 clínicas de especialistas em reprodução assistida, entre elas a IBBRA - Instituto Brasileiro de Reprodução Assistida-IBRRA.

Lá questionamos se o fato da alteração hormonal poderia ter se dado pelo fato de minha esposa ter retirado um dos ovários quando tinha 20 anos, por conta de um cisto. O dr. Bruno Augusto Brun Scheffer nos disse que era sem chances, pois o ovário que ficou assumiria plenamente as funções do outro.

O dr. Bruno Augusto Brun Scheffer ainda nos mostrou, através de estatísticas e porcentagem que a probabilidade de engravidarmos naturalmente era basicamente nula...

Durante a consulta ouvimos muitas piadas sobre o nosso estado de ansiedade, principalmente sobre o meu. Após todas as perguntas que eu fazia, relacionadas ao processo / procedimentos sugeridos por ele (FIV), ele me perguntava: você é ansioso? Era óbvio, que naquela situação, estávamos preocupados e ansiosos.

Logo que finalizou esta primeira consulta, imediatamente sugeriu que aguardassemos na sala ao lado onde a gerente financeira já iniciou suas explicações sobre custos, parcelamentos, etc, etc. Achamos tudo: money, money, money! Como diz o próprio dr. Bruno Scheffer.

Desta forma, para "confirmar" a infertilidade, ele solicitou um exame de Hormônio Anti-Mülleriano. Segundo ele, era 99,9% de chance de dar um valor baixo, o que sugeriria irmos diretamente, e com pressa, para um tratamento FIV (Fertilização in Vitro).

Fato é que o resultado do exame foi regular. Por telefone, para minha esposa, ele não mudou em nada sua postura, sugeriu mantermos o mesmo planejamento de realizar uma FIV, uma vez que a mulher nasce com um determinado número de óvulos e que estaríamos "correndo contra o tempo".

Pensamos, ora, se minha esposa tem 32 anos. Cada ano 12 meses, já são, portanto 384 meses de vida... Decidimos, portanto, nos dar o prazo de pelo menos 3 meses para engravidar naturalmente.

Para nossa surpresa, fomos abençoados e conseguirmos engravidar naturalmente na primeira tentativa.

Fato é que ficou aquele desconforto com relação à clínica e à maneira com que o dr. Bruno conduziu o processo. Imagino que se não fossemos abençoados no primeiro mês, e talvez no quarto... tivéssemos tomado alguma atitude precipitada ou deixaríamos de acreditar na possibilidade de uma fecundação natural.

Acredito que cada um deva avaliar os riscos envolvidos em seu caso, porém, pensar em paz, sem pressão e dar tempo ao tempo.

Renato Amorim.